#Pracegover Foto: na imagem há um homem de jaleco, sentando, também há uma mesa, caneta, um aparelho de telefone e um controle de ar condicionado
#Pracegover Foto: na imagem há um homem de jaleco, sentando, também há uma mesa, caneta, um aparelho de telefone e um controle de ar condicionado

Ser saudável e sentir-se bem é um prazer que deve ser cultivado na rotina diária, principalmente em tempos de pandemia, como a atual da Covid-19. Cuidados periódicos que se estendem, não somente a medidas de higienização, uso de máscara e a evitar aglomerações de pessoas, mas também na adoção de hábitos que se estendem desde adotar alimentação saudável, práticas de atividades físicas, controle da pressão arterial e do estresse, entre tantos outros. Fatores que precisam de atenção redobrada quando se busca prevenir doenças cardíacas, principalmente quando existe histórico familiar e a presença de desconfortos.

“Alguns alertas para problemas no coração podem ser a presença de dores no peito, geralmente durante um esforço físico ou um estresse. Dispneia, inchaço nas pernas e palpitações, também podem ser outros sinais que devem ser avaliados individualmente por um especialista”, indica o cardiologista do Complexo Médico Provida, em Tubarão, Dr. Ricardo Pereira da Silva (CRM: 16542/ RQE: 15015).

O médico ainda destaca que ao sentir desconforto torácico, o encaminhamento correto é procurar atendimento imediato em uma unidade de saúde. Se essa dor for de maior intensidade, associada a sudorese e ou náuseas, deve- se seguir o mais breve possível ao Pronto Socorro. Pacientes diabéticos, hipertensos, com colesterol elevado, registro familiar e tabagistas, precisam ser avaliados com mais cuidados pelo risco maior risco de infarto.

“A indicação é sempre procurar um cardiologista de sua confiança ao apresentar algum sintoma e se possível, fazer avaliações periódicas, como a realização de um check-up para controle e prevenções de doenças. Muitas vezes não identificamos doença cardiológica, mas só o fato de conversarmos e explicarmos para o paciente sobre o quadro, já o orienta a ter maiores cuidados com a saúde”, relata Dr. Ricardo.

Algumas medidas para evitar doenças cardíacas

“Primeiro seria mudança no estilo de vida. Alimentação balanceada, evitar excessos de carboidratos, fazer atividade física regular, de moderada a alta intensidade, por no mínimo 150 minutos por semana, e quando indicado, tomar medicações de forma correta. Além disso, evitar bebidas alcoólicas e cigarro, também auxiliam em uma melhor qualidade de vida”, completa o cardiologista.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul