Lily Farias

Tubarão

Sabe aquelas pessoas que passam pela sua vida por uns instantes apenas, e têm o poder de transformar seu mundo? A pequena Gabriela Correa Jacinto, tem 11 anos, e é assim. Com tão pouco tempo de vida Gabi tem sabedoria de gente grande. Não falo de ser adulta, mas de pessoa evoluída como ser humano!

Com uma história de vida simples, Gabi cresceu aprendendo a receber o que os outros têm a oferecer. Parece uma tarefa fácil, mas não é. Porque em muitas vezes a oportunidade aparece para alguém que a aproveita por um instante, e passa.

Mas com a Gabi foi diferente. Além de saber aproveitar as oportunidades que teve de crescer na vida, ela aprendeu a coisa mais importantes da vida: dar valor a tudo que recebeu.

Como tudo começou
Os pais de Gabi são de Armazém e antes dela nascer tinham uma rotina pesada. Ele vinha de Armazém para Tubarão todos os dias para trabalhar, e ela ficava em Armazém trabalhando. Eles viram um oportunidade de crescimento em Tubarão e em seguida o casal mudou para cá.

Eles começaram a trabalhar juntos na mesma empresa. Alugaram uma casa no mesmo prédio onde fica a empresa. Em seguida veio a Gabi. A família seguiu a vida, a Gabi cresceu, e chegou um momento em que a menina só estudava meio período. Foi onde os pais pensaram uma solução para arrumar um lugar para a filha ficar quando não estava na escola. Gabi foi matriculada na Combemtu, tinha 5 anos de idade.

Nesse meio tempo os pais batalharam bastante para juntar dinheiro. E de acordo com Gabi, com muito esforço conseguiram comprar um terreno, construíram uma casa e moram nela há dois anos. Hoje eles vivem no bairro Vila Esperança.

 

“Tinha mês que precisávamos economizar, nada muito preocupante, mas eu sempre soube que meus pais não tinham como oferecer tudo que ganhei até hoje. 

Gabi viu de perto as dificuldades dos pais e o quanto foi prazerosa a sensação de conquista e vitória deles. E Gabi leva isso no coração.

Quando entrou na Combemtu, Gabi lembra que foi estreia bem triste. “Chorei muito porque não conhecia ninguém. Mas quando minha mãe voltou pra me buscar eu não queria ir embora”.

E foi assim que a história dela começou. 

As oportunidades

Gabi começou a participar dos projetos da Combemtu, faz aulas de circo, dança, teatro, capoeira. E diz que suas aulas prediletas são música e dança. Ela conta que a experiência que tem em casa, aliada às oportunidades que tem na Combemtu, ajudaram a ser madura e se desenvolver.

Desde que entrou na Combemtu, Gabi foi uma aluna exemplar, dizem as diretoras. Sempre botou sentimento em tudo que faz.

E as oportunidades não param por aí. A pequena foi contemplada com uma bolsa parcial de estudos e hoje estuda em uma escola particular e terá o benefício até chegar à universidade. Tudo por intermédio da Combemtu e empresas privadas da cidade. Um projeto da entidade que contemplou outros dois alunos, mas estes ganharam bolsa integral.

Gabi entrou nesta escola no começo de 2019 e segue critérios. As notas devem ser sempre altas e é preciso manter a disciplina. Gabi fez jus à oportunidade e já recebeu dois prêmios de aluna destaque. A menina estuda na Combemtu à tarde e vai para a escola de manhã. 

“Minha escola antiga era inferior a que eu estou hoje. Dou valor a isso porque não quero perder uma coisa que conquistei”. 

 

O presente de Natal

Na Combemtu os alunos têm padrinho de Natal e podem pedir presentes para eles. Alguns têm a sorte de receber o que pediram, como a Gabi conseguiu. Ela pediu ao padrinho um computador, mas não acreditou muito no pedido…

“Como tenho muito trabalho de escola para fazer eu passava dificuldade por não ter um computador.  Eu pegava o celular de casa para escrever e imprimir”. 

Gabi ainda não acredita que teve o pedido aceito. Mas está feliz porque sabe que alguém acredita no seu potencial, que consegue enxergar futuro no caminho que ela percorre. 

“Eu me esforço todos os dias para ser uma aluna responsável. Tenho que tirar notas boas, tenho que dar orgulho para meus pais, para as pessoas que acreditam em mim”.