Jailson Vieira

Tubarão

O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) prorrogou o prazo final para esta quarta-feira para que os aposentados e pensionistas façam a comprovação de vida. A determinação é uma exigência do governo. Este procedimento operacional tem a finalidade de conferir e validar os dados dos beneficiários do INSS, garantindo desta forma, o pagamento de seus direitos.

Até quarta, 3,2 milhões de beneficiários deverão comparecer aos bancos pagadores de seu benefício para realizar o procedimento. Em um primeiro momento, o prazo para o comparecimento das pessoas para a comprovação de vida se encerraria em dezembro passado, porém, por causa do grande número de beneficiários que não realizaram o procedimento, o prazo foi estendido. 

Conforme a chefe de benefício da agência do INSS em Tubarão, Catlen Porto Missfild, a renovação de senha, ou fé de vida, é feita diretamente no banco em que o segurado recebe o dinheiro. “O processo é organizado entre os bancos. Se o beneficiário recebe, por exemplo, na Caixa, ele deverá realizar a prova de vida neste lugar. Isso facilita para o cidadão. Porém, se o pagamento for bloqueado, o beneficiário deverá procurar uma agência do INSS”, orienta.

A agência de Tubarão atende os beneficiários da Cidade Azul, Gravatal, Armazém, Jaguaruna, Pedras Grandes, Treze de Maio e Capivari de Baixo. Ainda faltam pouco mais de dois milhões de pessoas entre os 31,2 milhões de beneficiários ativos da Previdência Social para realizar o procedimento de validação de senha. “Essa prova é feita com o recadastramento da senha usada para receber a aposentadoria ou a pensão. É uma forma de o governo saber que o beneficiário está vivo e, assim, evitar fraudes. É preciso realizar este procedimento”, finaliza Catlen. 

Procurador pode fazer a apresentação

Os aposentados ou pensionistas que não puderem sair de casa por motivo de saúde, podem ser representados por outra pessoa. A orientação é que o procurador precisa ir a uma agência da Previdência Social com um atestado médico emitido há menos de 30 dias e uma procuração registrada em cartório.

Para se cadastrar ao INSS, o procurador deverá comparecer a uma agência da Previdência e apresentar procuração devidamente assinada, conforme modelo disponível na página do INSS, ou registrada em Cartório e o atestado médico (emitido nos últimos 30 dias) que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário ou doença contagiosa ou atestado de vida emitido por autoridade, além dos documentos de identificação do beneficiário e do procurador.

Renovação de senha/fé de vida?

A prova de vida é um procedimento operacional que serve para conferir e validar os dados do aposentado/pensionista, com o objetivo de comprovar sua ‘vida’ e seu direito ao benefício. Também serve para monitorar se os benefícios são pagos corretamente e combater possíveis fraudes. 

Local para a renovação de senha

A renovação de senha/fé de vida é feita na agência do banco onde o beneficiário recebe o seu pagamento.

Quem pode realizar esse procedimento?

Aposentados, pensionistas e demais segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), que recebem o benefício do INSS. 

Documentos necessários para a realização da renovação de senha

Identificação com foto e de fé pública (Carteira de identidade, Carteira de trabalho, CNH, entre outros). 

O que ocorre se o beneficiário do INSS não fizer a validação da senha?

Após o prazo estabelecido, o beneficiário do INSS que não fez o procedimento terá seu benefício bloqueado.