Os comerciantes que atuam com a venda de cachorro-quente no pátio da antiga rodoviária darão a correta destinação ao lixo produzido durante o exercício da atividade. A ideia de levar embora os resíduos foi proposta pelos próprios comerciantes durante reunião realizada nesta quinta-feira (9).

Participaram, além dos 10 proprietários dos carrinhos, o diretor-presidente da Fundação Municipal de Meio Ambiente (Funat), Guilherme Antunes, o secretário de Urbanismo, Planejamento e Mobilidade, Nilton de Campos, representantes da procuradoria do município e equipes da fiscalização do município.

Na semana passada, uma grande quantidade de lixo proveniente de produtos alimentícios foi descartada às margens do rio, nas proximidades da popular praça de alimentação. “Apesar das evidências de que o lixo jogado era proveniente dos carrinhos de lanche, os comerciantes alegam que andarilhos rasgam os sacos em busca de alimento e acabam espalhando o lixo”, explica Guilherme.

Os comerciantes propuseram ainda uma parceria para manter os banheiros existentes no local limpos. “Eles vão contratar uma pessoa para limpar os banheiros e manifestaram também a intenção de contratar segurança privada”, ressalta Guilherme.

A prefeitura vai manter a fiscalização no local, bem como deu um prazo de uma semana para que os proprietários apresentem toda a documentação necessária para o exercício da atividade.