Braço do Norte

Com o projeto Formação do Turismo Enogastronômico, promovido pela Unisul, o Vale do Braço do Norte poderá ser lembrado no futuro como produtor de vinho. Na última semana, o reitor Ailton Nazareno Soares apresentou o vinho resultado de oito anos de pesquisa, em uma parceria com a vinícola experimental da Epagri de Urussanga.

O projeto, iniciado em 2001, ganhou força com a cooperação de técnicos de Vêneto, interior da Itália. Eles doaram duas mil mudas de 20 espécies de uvas. A cortese, de colheita precoce, demonstrou melhor adaptação.

O reitor defendeu a continuidade do projeto. “Fui taxado de louco. Vinho em Braço do Norte era considerado um absurdo. Com investimentos em pesquisa científica, é possível alcançar resultados e contribuir com o desenvolvimento regional”, enfatiza Ailton.

“As uvas cortese são provenientes do vinhedo da unidade da Unisul em Braço do Norte. Já a produção do vinho, foi feita na vinícola experimental da Epagri de Urussanga”, relata o responsável técnico pelo projeto, o engenheiro agrônomo Juliano Cesconeto.
Outros tipos de uvas são avaliadas e o objetivo da pesquisa é testar a capacidade de produção e a possibilidade de uma atividade rentável aos produtores da região.