Secretário e prefeito de Tubarão conheceram o projeto de monitoramento do rio, piloto no estado.
Secretário e prefeito de Tubarão conheceram o projeto de monitoramento do rio, piloto no estado.

Tubarão

Um projeto meteorológico pioneiro a ser implantado em Tubarão servirá como piloto para o restante do estado. Trata-se de monitoramento ambiental a partir da instalação de seis estações hidrometereológicas na microbacia do Rio Tubarão.
O projeto, desenvolvido pela Epagri/Ciram, foi apresentado ao prefeito de Tubarão Manoel Bertoncini (PSDB) e ao secretário de defesa civil da prefeitura, José Luiz Tancredo.

Os equipamentos medirão o volume da chuva e o nível do rio, e enviarão as informações, automaticamente, para uma central. Outros dados também deverão ser coletados, como a vazão do rio, temperatura, vento e densidade dos raios solares. “Com base nestes dados colhidos e transmitidos em tempo real, a Defesa Civil terá condições de conhecer antecipadamente a ocorrência de alagamentos e outros eventos naturais, prevenindo a população, reduzindo prejuízos e até salvando vidas”, explica Tancredo, que também coordena o colegiado de Defesa Civil da Amurel.
Os técnicos da Epagri apontam que as estações devem ser instaladas em Orleans, Braço do Norte, São Martinho, Imaruí e Tubarão, próximo à estação de captação de água. A sexta unidade deve ser posicionada na foz do rio Tubarão, com o objetivo de medir o nível das marés.

A primeira das estações será instalada em Tubarão, custeada por uma doação feita pela Alcoa. A Unisul viabilizará a implantação de outras duas. As três restantes devem ser construídas com recursos da secretaria de desenvolvimento sustentável do estado, através da Epagri/Ciram.