Os cães do canil podem ser adotados.
Os cães do canil podem ser adotados.

Karen Novochadlo
Tubarão

A expectativa é que o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) comece a funcionar ainda este ano. Mas, para isso, além da conclusão da estrutura, é necessária a aprovação de um projeto de lei que regulamente o funcionamento do local. A pretensão da secretaria de saúde da prefeitura é que o centro se transforme em um centro de referência no sul do estado.
O projeto de lei, por parte da secretaria, está pronto. E, no momento, é revisado na procuradoria do município, para que seja enviado à câmara de vereadores. Alguns parlamentares já manifestaram que pretendem votar a nova lei o quanto antes.

O projeto prevê a carga horária e o número de funcionários que trabalharão no CCZ, além de como será feito o processo seletivo. Também determina como serão firmados os convênios com as prefeituras de outros municípios.
O diretor de vigilância e saúde da prefeitura, Carlos Alexandre Neves, conta que serão executados programas para controle de várias doenças, como a raiva. Será instalado um laboratório bioquímico para o controle de várias moléstias.

Também serão implantados programas educativos em escolas para conscientizar as crianças de que o abandono é crime.
Cada bicho for recolhido pelo CCZ será castrado. Depois de esterilizado e bem alimentado para ficar bonitão, o animal será colocado para adoção. Mas se não conseguir um novo lar, ele será novamente solto. Não há como o CCZ cuidar de um cachorro por 15, 18 anos. A capacidade do espaço é de 300 cães e 25 gatos. Uma boa notícia é que nesta terça-feira começa a trabalhar mais um veterinário no local – agora, são dois profissionais.

Andamento das obras

O prazo de construção do Centro de Controle de Zoonoses de Tubarão, no bairro Monte Castelo, foi prorrogado várias vezes. A ordem de serviço para a empresa Madecril, de Capivari de Baixo, foi assinada em fevereiro deste ano. Mas a chuva atrapalhou o andamento dos serviços. A obra foi licitada por R$ 291.094,11. A parte de estrebaria está pronta, mas não está em funcionamento. São feitos o gatio, o novo canil e centro de administração. O prédio abrigará toda a infraestrutura para o funcionamento do CCZ: sala de eutanásia e de esterilização, despensa, três baias para recuperação, um centro pós-operatório, banheiros e cozinha para os funcionários, lavanderia e farmácia, além de outras salas de apoio.

Cães ainda não são recolhidos

Hoje, no local onde funcionará o Centro de Controle de Zoonoses de Tubarão, no Monte Castelo, há um canil com nove baias para animais. O espaço abriga cerca de 50 animais que pertenciam a cuidadores. Não há condições de recolher mais cães por enquanto. Os únicos cães que são recolhidos pela equipe são os que representam um perigo à sociedade e ficam próximos a escolas e unidades de saúde. A organização não-governamental (ONG) Movimenta-Cão tem ajudado na administração, com doação de medicamentos.

Feirinha de cães

Quer um cãozinho? A organização não-governamental (ONG) realizará a 11ª Feira da Adoção neste sábado, das 10 às 17 horas, na Praça Walter Zumblick, em Tubarão. Quem tiver interesse em levar um cão para adoção deve ir nesta quinta-feira ao Centro Comercial EJB, sala 1301, Centro, Tubarão, para preencher um cadastro. No local, haverá voluntários da ONG para orientar os doadores. É preciso levar o documento de identidade e comprovante de residência, e informar o número de cães que pretende doar, sexo, idade, provável porte, cor da pelagem e se o animal é castrado e/ou vacinado.