Em alguns locais, os canteiros florescerem. Em outros não
Em alguns locais, os canteiros florescerem. Em outros não

Karen Novochadlo
Imbituba

 
Há 16 anos, foi cedido para Imbituba um belo projeto paisagístico, feito pela empresa Burle Marx. Na concepção, os canteiros centrais da cidade seriam modificados e a vegetação plantada. No ano passado, os trabalhos começaram a ser executados.
 
Contudo, o resultado da conclusão da primeira etapa não foi o esperado. O investimento municipal foi de R$ 50 mil. Muitas flores não brotaram, em desacordo com o projeto inicial.  
 
As ruas Ernani Cotrin e Irineu Bornhausen foram as contempladas. Algumas plantas murcharam. Técnicos da secretaria de desenvolvimento urbano e ambiental da prefeitura revelam que tiveram um pouco de dificuldade, primeiro porque não houve interesse da população em manter o jardim.
 
Muitos passavam por cima dos canteiros e até jogavam lixo em cima das mudas. Algumas plantas não vingaram devido ao clima. 
 
A expectativa agora é que seja feita uma análise dos canteiros para averiguar quais vegetações deram certo. Talvez seja necessário fazer a troca de determinadas plantas. 
 
De acordo com o secretário Antônio Clésio Costa, uma empresa foi contratada para fazer a manutenção dos canteiros pelos próximos três meses. 
 
Algumas pessoas reclamam que os canteiros não seguem o projeto do Burle Max. Elas exemplificam que não foram plantadas mudas de árvores com 1,80 metro e os meio-fios e canteiros foram pintados de branco, o que não estava previsto.