O Programa Juro Zero teve recorde em concessões no mês de julho, com mais de R$ 7.3 milhões em crédito para Microempreendedor Individual em apenas um mês. Foram realizadas 1.607 operações no período.

Coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, o programa tem o objetivo de apoiar o MEI e dar uma ajuda ao seu pequeno negócio. Os dados, referentes ao último mês contabilizado foram divulgados nesta segunda-feira (13).

De acordo com o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon, Os MEIs no correspondem a 53.2% das empresas. “São os pequenos empreendedores que apostam nos seus negócios e aquecem a economia”, explica.

Além disso o secretário acrescenta que eles são uma fatia importante do mercado, que contribui para o desenvolvimento, gerando trabalho e oportunidades. O programa Juro Zero é mais que uma concessão de crédito, ele que tem uma função social de apoiar o MEI.

“Por exemplo, um vendedor de cachorro quente, que começa pequeno, mas daqui a pouco investe no seu negócio, que ganha força e cresce. O Governo de Santa Catarina aposta nestas iniciativas que contribuem para o crescimento de Santa Catarina”, frisou.

O valor máximo a ser concedido é de R$ 5 mil por empréstimo, limitado a dois empréstimos por CNPJ. Realizando o pagamento das sete primeiras parcelas antes do vencimento, a oitava é paga pelo Estado. O programa, operado desde de 2011, já concedeu mais de R$ R$ 384 milhões em crédito aos MEIs, por meio de 122 mil operações.

 

Como funciona

Pelo Juro Zero, o MEI recebe recursos financeiros para investir no seu negócio. Podem aderir ao programa todos os microempreendedores individuais que tiverem CNPJ regularizados e que residam em Santa Catarina. Os recursos financeiros são disponibilizados na forma de empréstimos, no valor de até R$ 5 mil, os quais devem ser pagos em oito parcelas.

Ao quitar as sete primeiras parcelas em dia, o MEI recebe a isenção da última parcela, paga pelo Estado. O empreendedor tem o direito a realizar até duas operações, sujeitas à análise de crédito nas instituições de microcrédito presentes em todas as regiões de Santa Catarina (OSCIPs), e pelas cooperativas do Sistema Sicoob, com operação do Badesc.

 

Fonte: Gov. de SC

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul