Mirna Graciela
Tubarão 

A prevenção ao coronavírus para se proteger e garantir a saúde de sua família é indispensável e cada pessoa deve continuar a cumprir sua parte. As enfermeiras da Comissão de Controle de Infecção relacionado à assistência à saúde da Clínica Pró-Vida, em Tubarão, Lucimara Lovato e Márcia Freccia, dão orientações valiosas sob vários aspectos. 

“Precisamos estar atentos aos cuidados com nossa família, principalmente nesse momento de pandemia. Temos que nos conscientizar que, não somente na crise devemos nos cuidar, e sim a todo momento. A transmissão de doenças infectocontagiosas ocorre de uma pessoa doente para outra, por meio de contato próximo, secreções e objetos contaminados”, alerta Lucimara, que exemplifica as infectocontagiosas como gripes, H1N1, sarampo e as demais que estão em alta.

Segundo Márcia Freccia, lavar as mãos frequentemente com água e sabão, ou usar álcool 70% é a melhor maneira de reduzir a propagação da doença. Evitar tocar em objetos e depois tocar nos olhos, nariz e boca é essencial. “Não use as mãos para tossir, cubra a boca e o nariz com lenço de papel descartável ou use o braço”, reforça.

Quanto à medida para lavar as mãos, o ideal, conforme as profissionais, seria o sabonete líquido, pois o sabão ou sabonete em barra pode proliferar bactérias se ficarem com água. “Mas, infelizmente, a população de baixa renda não tem acesso ao líquido”, lamenta Márcia.

A limpeza doméstica é outro fator muito importante. “Higienize com frequência objetos como celular, controle remoto, computadores, teclados e brinquedos. Não compartilhe brinquedos que as crianças colocam na boca”, alerta Lucimara. Sua orientação é usar o aspirador de pó em vez de varrer a casa, adotar o detergente para a limpeza e álcool para desinfetar. 

“Não compartilhe objetos pessoais como tolhas de rosto e banho. As toalhas devem ser lavadas diariamente e estendidas no sol e em ambientes ventilados. O ideal para o rosto seria as descartáveis, mas sabemos que nem todos conseguem adotar essa medida. Ao chegar em casa, faça a higiene pessoal antes do contato com objetos e familiares”.

Lucimara ainda recomenda para evitar aglomeração, manter os ambientes limpos e ventilados, e deixar o sol entrar nas casas, pois os locais fechados fazem com que o ambiente fique mais propicio à proliferação de vírus e bactérias. 

Ao chegar dos supermercados com as compras 

As profissionais alertam muito para esses hábitos fundamentais. “Embalagens de supermercados devem ser higienizadas com solução de água sanitária e os alimentos como verduras, legumes e frutas devem ser lavados com água corrente. Alimentos embalados como vidros, latas e plástico deverão ser limpos com água e detergente, deve-se enxaguar com água corrente antes de guardá-los. Não guarde alimentos em caixas de papelão, pois estas acumulam sujeiras, poeira e bactérias”, avisa Márcia. 

Como agir quando preparar os alimentos 

Lucimara alerta! “Na manipulação dos alimentos, no momento do preparo, você deve prender os cabelos, retirar adornos, sempre lavar as mãos focando principalmente embaixo das unhas. Mantenha os ambientes, utensílios domésticos limpos e conservados. Evite tábua de madeira para cortar alimentos, estas acumulam bactérias. Desinfecte sempre os vegetais que serão consumidos crus com solução clorada: uma colher de sopa de água sanitária para um litro de água, deixe emergido por 15 minutos, ou soluções prontas que existem para ser adquiridas”.

Duas dicas fundamentais

– Se estiver doente, evite contato físico com outras pessoas, principalmente crianças, idosos e imunodeprimidos. Fiquem em casa até melhorar.

– Tenha uma alimentação saudável, faça atividade física e durma bem.

“Atuamos aqui na Pró-Vida com medidas de prevenção e conscientização, buscando sempre a segurança de nossos clientes, colaboradores e médicos. Elaboramos protocolos e capacitação a toda equipe, estamos sempre à frente da tomada de decisões, sempre com orientações do Ministério da Saúde”, finaliza Márcia. 

“Além de enfermeiras, somos mãe, esposa e dona de casa, e estamos na linha de frente, fazendo o melhor para cuidar de vocês. Portanto, se você puder, fique em casa por nossas famílias”, pede Lucimara.