Professores terão uma assembleia regional e outra estadual ainda esta semana.
Professores terão uma assembleia regional e outra estadual ainda esta semana.

Karen Novochadlo
Tubarão

Na assembleia regional que será realizada hoje, às 13h30min, no ginásio do Ases, em Tubarão, os professores estaduais irão decidir se continuarão com a greve. O governo estadual apresentou ontem uma nova proposta para a categoria este ano. E, desta vez, compromete-se a pagar a regência de classe a partir do próximo mês.

A proposta segue a mesma linha da apresentada em junho. De acordo com os termos propostos, a regência passaria de 25% para 30% (para 40 horas) e de 17% para 20% (20 horas). A partir do próximo ano, o valor subiria, respectivamente, para 40% e 25%. A gratificação dos especialistas aumentaria de 15% para 20%. Em 2012, iria para 25%.

Outra mudança seria nos percentuais vinculados ao pagamento das horas excedentes. Também estaria em discussão a formação de grupo para a descompressão da tabela salarial já na próxima semana.
O governador Raimundo Colombo participou da reunião, convocada sábado, junto com o secretário de educação Marco Tebaldi. Os dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação em Tubarão (Sinte) prometeram que cogitarão a possibilidade de mudar a data da assembleia estadual de quarta-feira para amanhã.

Os professores estaduais estão em greve há 48 dias. A principal reivindicação é a implantação do piso nacional (R$ 1.187,00) na carreira. O governo é obrigado, por uma lei federal, a pagar este valor, porém, a briga entre as classes é quanto à carreira. O estado alega que não tem como remunerar este valor aos professores sem que sejam reduzidos benefícios e alguns direitos.