#Pracegover Foto: na imagem há um prédio e carros
#Pracegover Foto: na imagem há um prédio e carros

O legado de Pe. João Alfredo Rohr, conhecido como o maior escavador brasileiro, está descrito no livro “A Trajetória Arqueológica de Pe. João Alfredo Rohr em Santa Catarina”. A obra conta com sete artigos que apresentam a trajetória profissional do padre Rohr como arqueólogo e pesquisador, e relatam sua atuação fundamental em ações de fiscalização para a preservação dos sítios arqueológicos e em campanhas junto à sociedade sobre a importância do Patrimônio Cultural.

Os professores da UniSul Geovan Martins Guimarães e Bruna Cataneo Zamparetti, juntamente com a arqueóloga Deise Scunderlick Eloy de Farias, assinam o artigo “João Alfredo Rohr: registro e fiscalização dos processos destrutivos em sítios arqueológicos no litoral sul catarinense. O livro será distribuído pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) a todas as bibliotecas do Brasil. O livro também está disponível ao público em formato digital.

O Pe. João Alfredo Rohr dedicou 40 anos da sua vida à criação de métodos e técnicas inovadoras de pesquisas que resultaram na identificação de inúmeros sítios e na formação de um acervo arqueológico, tombado pelo estado de Santa Catarina, em 1984, e pelo Iphan, em 1986.

Acesse aqui o livro: A Trajetória Arqueológica de Pe. João Alfredo Rohr em Santa Catarina”

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Unisul