Professora Tatiane Fernandes Teixeira morre após perder a luta contra um câncer

Tati já havia vencido o câncer outras duas vezes, mas agora não resistiu. Ele morava em Jaguaruna, deu aula na Fucap em Capivari de Baixo, IFSC Campus Tubarão e Faculdade Senac Tubarão.

Morreu na noite deste domingo a professora Tatiane Fernandes Teixeira, de Jaguaruna. Ela estava internada no hospital São José, em Criciúma para tratamento de um câncer.

Tati, como era carinhosamente chamada, está sendo velada na capela do crematório Millenium, em Içara. A cerimônia de cremação está marcada para acontecer por volta das 17 horas.

A jovem era casada com Leonardo Borghezan e não tinha filhos. O casal era de Orleans e morava na comunidade Olho d´água em Jaguaruna. Tati era CEO na empresa Tática Gestão, mentora na empresa Salto Aceleradora de MEIs, trabalhou como professora na Fucap em Capivari de Baixo, IFSC e Faculdade Senac em Tubarão.

Tati já enfrentou outros dois tratamentos contra o câncer, e há cerca de 1 mês teve que ser internada depois de receber o diagnóstico de anemia severa. Passou por um série de exames e 15 depois recebeu o diagnóstico de que estava com Síndrome Mielodisplásica, uma espécie de pré-leucemia que acontece quando as células localizadas na medula óssea começam a apresentar problemas em sua produção e em seu amadurecimento.
No dia que recebeu o diagnóstico Tati fez uma publicação no Facebook em tom de desesperança. “Não é fácil saber que não tenho previsão de alta… não é fácil imaginar tudo que virá pela frente… não é fácil pausar meus sonhos e planos pela terceira vez… não é fácil aceitar mais essa luta (…) Gostaria de finalizar com uma frase bem otimista, inspiradora e que remetesse a frase que tenho tatuada no braço (resiliência), mas hoje fico devendo.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul