Braço do Norte
 
Confirmado: o governador Raimundo Colombo (DEM) reeditará o decreto que isenta de Imposto Sobre Circulação de Mercadorias (ICMS) as operações com carne suína in natura dentro de Santa Catarina e com suíno vivo nas saídas interestaduais. A medida deverá ser formalizada nos próximos dias pela secretaria estadual da fazenda.
 
A isenção valerá pelo prazo de 90 dias e tem o objetivo de diminuir a carga tributária para que o preço final seja mais atrativo e, assim, estimule o consumo da carne suína. Em 2009, a busca pelo alimento diminuiu em mais de 20% somente no estado.
 
Hoje, o setor ainda vivencia um período de dificuldades em decorrência da queda do preço do suíno e do aumento do custo da produção, devido à alta da soja e do milho, base alimentar do animal.
 
Atualmente, o custo da produção está em aproximadamente R$ 2,10 o quilo. Além disso, nos últimos 30 dias, o preço da carne suína in natura no mercado atacadista caiu de R$ 5,20 para R$ 3,09 por quilo de carcaça.
 
Santa Catarina reúne, atualmente, 12 mil suinocultores. O Vale de Braço do Norte concentra 45% dos produtores independentes e é responsável por 18% da produção do estado, além de ser considerada uma das melhores do país, tanto pela qualidade da carcaça quanto pelas regras sanitárias.