Em um comunicado divulgado na tarde desta quarta-feira, o príncipe Harry, neto da Rainha Elizabetth II e Duque de Sussex, anunciou que ele e a esposa, Meghan Markle, vão se afastar de suas funções enquanto membros “seniores” da Família Real. A ideia do casal é trabalhar e se tornar financeiramente independente, enquanto “continua a apoiar totalmente Sua Majestade”. “Após muitos meses de reflexão e discussões internas, optamos por fazer uma transição este ano, começando a desempenhar um novo papel progressivo dentro desta instituição. É com seu encorajamento, principalmente nos últimos anos, que nos sentimos preparados para fazer esse ajuste”, diz o texto.

Conforme a nota, eles planejam equilibrar seu tempo entre o Reino Unido e a América do Norte. “Esse equilíbrio geográfico nos permitirá apreciar nosso filho com a tradição real em que ele nasceu, além de proporcionar à nossa família o espaço para se concentrar no próximo capítulo, incluindo o lançamento de nossa nova entidade beneficente. Esperamos ansiosamente compartilhar todos os detalhes deste emocionante próximo passo no devido tempo, enquanto continuamos a colaborar com Sua Majestade, a Rainha, o Príncipe de Gales, o Duque de Cambridge e todas as partes relevantes”, escreveram o duque e a duquesa de Sussex. Eles já haviam se negado a dar um título real para a criança.

Em uma nota curta, o Palácio de Buckingham disse que as “as discussões com o duque e a duquesa de Sussex estão em um estágio inicial”. “Entendemos seu desejo de adotar uma abordagem diferente, mas essas são questões complicadas que levarão tempo para serem resolvidas”, afirma o texto enviado à imprensa. O editor de política da emissora britânica Sky News, Sam Coates, afirmou que “é possivelmente a declaração mais agressiva” que já viu vinda do Palácio.

Em entrevista recente, a norte-americana, que abdicou de sua vida nos Estados Unidos, onde atuava como atriz, para se juntar à Monarquia, já havia comentado das dificuldades de lidar com seu novo papel. Além disso, o casal estava visivelmente irritado com o nível de escrutínio que eles enfrentam. Em outubro, Meghan iniciou um processo judicial contra o jornal “Mail on Sunday”, depois que o periódico publicou uma carta manuscrita que ela havia enviado a seu pai. O processo foi anunciado junto com uma declaração contundente do príncipe Harry denunciando o “bullying” da mídia contra sua esposa, num comportamento que ele comparou ao tratamento dado a sua mãe, a falecida princesa Diana.