Um dos primeiros eventos-teste do país foi realizado, nesta quinta-feira (29), na Grande Florianópolis. O local escolhido foi o Teatro Ademir Rosa, do Centro Integrado de Cultura (CIC), que, após 16 meses, recebeu o show gratuito da Camerata Florianópolis interpretando Mendelssohn e Beethoven.

Dos mais de 900 lugares disponíveis no local, cerca de 500 foram utilizados para acompanhar a apresentação e servir como demarcação de segurança sanitária. O número foi pautado pelos pesquisadores que farão o monitoramento dos participantes pelos próximos 15 dias.

Um dos momentos comoventes da apresentação da Camerata foi protagonizado por um cantor de 28 anos que fez uma canção para o pai, internado à época com Covid-19. Ao lado da orquestra, Everton Leonardo Dreschler, conhecido como Jack, homenageou os profissionais de Saúde que atuam há mais de um ano e meio no combate ao Coronavírus.

De acordo com o governador Carlos Moisés, a intenção com o evento foi ir além de um concerto musical. Foi avaliar a segurança sanitária de eventos desse porte por meio de pesquisa científica em que os resultados serão colhidos daqui há alguns dias.

“Trabalhamos de forma uníssona e multissetorial, com a contribuição de todos. Com os protocolos sanitários da Secretaria de Estado da Saúde (SES), a pesquisa da Univali e Unisul, o apoio do Senac e da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), além do acompanhamento próximo da nossa Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur), tivemos o máximo cuidado com as pessoas”, apontou.

 

Fonte: Gov. de SC

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul