Priscila Alano
Tubarão

As obras do novo prédio do Presídio Regional de Tubarão, no bairro Bom Pastor, estão bem adiantadas e ganham forma. As 36 celas já estão instaladas. Faltam apenas as instalações elétrica e hidráulica, que deve começar a ser feita na próxima semana. As ações concentram-se na construção das áreas para o banho de sol. A expectativa é concluir os trabalhos até o fim deste ano.

De acordo com o mestre do canteiro de obras, Giovane André Sabino Alves, em 12 dias, as duas alas já estavam montadas. São 18 celas em cada ala. “As próximas etapas da construção envolvem, além da área de banho, a cozinha, o muro, a guarita dos policiais militares e os acabamentos do prédio administrativo”, revela Giovane.
O novo prédio terá capacidade para abrigar 248 homens. As celas são pré-moldadas, com paredes e lajes de concreto, fibras de polipropileno, cinco vezes mais resistentes que o material convencional. Cada cela tem 14 metros quadrados, com quatro beliches de concreto, chuveiro, lavatório e sanitário.

Conforme o projeto, no prédio administrativo, na parte inferior, ficará toda a estrutura dos presos: celas, dois quartos para visita íntima, banheiros para os familiares, salas de revista, depósito, ambulatório, sala para advogado e cozinha com pequeno refeitório para os detentos responsáveis pela comida. A parte superior abrange a estrutura administrativa, alojamento, banheiros e cozinha para os agentes prisionais. Os policiais militares que fazem a segurança do local também terão um alojamento.

Ala de Semiliberdade

Ao lado do novo Presídio Regional em Tubarão, será construído o prédio para abrigar os apenados em regime semiaberto (para condenados que dormem no presídio e passam o dia fora). A secretaria de segurança pública de defesa do cidadão do estado garantiu aproximadamente R$ 800 mil para a construção o novo espaço. A ala terá capacidade para abrigar 120 pessoas. Até o momento, são executadas obras de terraplenagem.