#Pracegover Na foto, pessoas em uma festa na Praia do Rosa durante a pandemia
Foto: Pessoas em uma festa na Praia do Rosa durante a pandemia/ Divulgação/Notisul

A prefeitura de Imbituba discutiu nesta quinta-feira a possibilidade da implantação da Taxa de Preservação Ambiental (TPA), para o acesso às praias de Ibiraquera e Praia do Rosa. A ideia é diminuir as aglomerações, já que os visitantes não estão respeitando as normas de combate ao Covid-19 e burlam a fiscalização. A taxa é cobrada no município de Bombinhas.

A ideia foi apresentada pelo prefeito Rosenvaldo da Silva Júnior, e o vice-prefeito, Antônio Clésio Costa, durante reunião na tarde desta quarta-feira (13), com empresários e representantes da região de Ibiraquera. A pauta da reunião foi a carta aberta, divulgada por moradores nos últimos dias, que contesta as aglomerações nos bairros, principalmente na Praia do Rosa, durante a temporada de verão.

O Delegado Nicola Patel Filho levou à reunião algumas sugestões para serem analisadas pelo poder público e pela comunidade. Entre elas, a separação, com grades, entre calçadas e ruas, para evitar que a aglomeração invada as vias públicas, atrapalhando o acesso das equipes de fiscalização.

O empresário e dono de pousada, João Felipe, disse que, boa parte dos problemas está relacionada aos estabelecimentos clandestinos (sem alvará de funcionamento), que recebem hóspedes sem qualquer controle de acesso. Segundo ele, uma boa medida seria a sanção mais severas nestes locais.

O Comandante da Polícia Militar de Imbituba, Luiz Carlos Cruz, salientou que a fiscalização está sendo feita na região. A guarnição atendeu, entre os dias, 22 de dezembro de 2020 e 13 de janeiro, 521 ocorrências entre Ibiraquera e Praia do Rosa. Um percentual 54,5% maior que na temporada passada.

No encontro, realizado na sede da Prefeitura de Imbituba, marcaram presença, também, vereadores (Bruno Pacheco, Gilberto Pereira e Michell Nunes), secretários municipais, procuradores, advogados, o Comandante da Guarnição Especial da Polícia Militar, Tenente-coronel Luiz Carlos Cruz, e o Delegado de Polícia Civil, Nicola Patel Filho.