Zahyra Mattar
Capivari de Baixo

Há uma semana, vários funcionários contratados pela prefeitura de Capivari de Baixo durante o mandato de Moacir Rabelo (PP) andam na ‘corda bamba’. Boa parte deles foi exonerada. O que se diz na cidade é que havia cerca de 1,2 mil funcionários no executivo municipal, entre contratados e concursados. Metade estaria com os dias contados e na lista das demissões. Há quem diga que pelo menos 300 foram embora ainda semana passada.

Ontem à noite, pelo menos 20 servidores estiveram na câmara, todos vestidos de vermelho, a cor do PMDB, concorrente direto de Rabelo à prefeitura nas eleições municipais deste ano. Eles realizaram o que chamaram de ato de repúdio e protesto contra as exonerações. Luiz Carlos Brunel Alves, antecessor de Rabelo, deixou a prefeitura com aproximadamente 280 servidores.

O Pronto-atendimento 24 horas, um dos feitos mais elogiados na gestão de Rabelo, agora serve de pivô para mais especulações. O local passou a prestar atendimento por 12 horas. Após as 19 horas, o prédio é trancado com corrente e cadeado. Na tribuna da câmara, o vereador Antônio José Beltrame (PMDB) pediu explicações à prefeitura, especialmente ao que diz respeito à redução no horário de atendimento de saúde. “Gostaria de saber os motivos. O prefeito precisa manifestar-se. Inclusive a respeito do que levou a tanta demissão logo após a eleição”, rechaçou Beltrame.

As demissões começaram segunda-feira, um dia após Rabelo (PP) ser derrotado nas urnas pelo principal adversário político, Luiz Carlos Brunel Alves (PMDB). Coincidência ou não, o fato inflamou especulações, algumas sem fundamento, e manifestações populares. Os funcionários demitidos ocupam, na maioria, cargos de confiança e vagas de estágios. A pasta com maior corte é a da saúde.

Em muitos bairros, a Estratégia Saúde da Família (ESF) funciona com um ou dois servidores apenas. Em outros setores, a informação é que alguns deixaram de funcionar por falta de pessoal. Esta ou qualquer outra informação, no entanto, não é confirmada pela prefeitura.