Wagner da Silva
Braço do Norte

Com agenda cheia, o prefeito de Braço do Norte, Evanísio Uliano (PP), o Vânio, completou ontem três meses de mandato. Apesar do tom de comemoração e de saber que o município arrecadou R$ 298,901,57 a mais no primeiro quadrimestre deste ano, em comparação com o mesmo período de 2088, ele mostra-se preocupado com as contas públicas.

Segundo o prefeito, isto se deve ao aumento dos gastos da prefeitura, principalmente após uma notificação do Tribunal de Contas da União. “Já fomos notificados pelo excesso com a folha de pagamento. Por isso, a ordem é economizar em todas as áreas”, anuncia.
Vânio considera que tem uma forma diferente de administrar e, mesmo sob críticas, pretende continuar neste caminho. “Há um inchaço na administração que é preciso controlar. Apesar de ser uma decisão dura, é necessário exonerar. Temos que atender o disposto em lei”, avalia o prefeito.

Para ele, os três meses do ano foram de adaptação e conhecimento. “O início foi complicado, mas hoje já estou adaptado. Há grandes diferenças entre os setores público e privado. No público, a burocracia é maior, o que torna algumas ações inviáveis. Todavia, acredito que estamos no caminho correto”, aponta.

Vânio admite que não esperava encontrar a prefeitura em situação tão difícil, com um déficit de aproximadamente R$ 900 mil nos primeiros quatro meses. “Apesar disso, estamos colocando tudo em ordem. É questão de tempo”, considera. As mudanças, segundo ele, serão realmente visualizadas pela população em 2010. “O próximo ano será de investimento, de execução de projetos. Vamos mostrar o outro lado, o da responsabilidade financeira e da reorganização para buscar o desenvolvimento”, completa.

Saúde e educação são as áreas
prioritárias da administração

Duas áreas são consideradas prioridade dentro da administração do prefeito de Braço do Norte, Evanísio Uliano (PP), o Vânio: saúde e educação. Apesar disso, ele admite serem pastas complexas, mas que necessitam de atenção especial.
Segundo o prefeito, a secretária de saúde será a que mais terá mudanças. Os investimentos na descentralização na liberação de exames, informatização em rede e na forma de aquisição de medicamentos são considerados pontos cruciais para o futuro da pasta. “Mesmo com investimentos na área, economizamos e vamos agilizar o atendimento à população”, anuncia.
Já quanto às mudanças na secretária de educação, principalmente com a exoneração de ACTs, Vânio lamenta as críticas. “Sabíamos que isso ocorreria, mas as exonerações foram necessárias para cumprir com a Lei de Responsabilidade Fiscal. Antes de responder à justiça, é melhor nos adaptar ao que é determinado”, avalia.

Outras prioridades

Código Tributário
Outra mudança estudada pela administração de Braço do Norte está relacionada com o código tributário do município. Segundo o prefeito Evanísio Uliano (PP), o Vânio, o documento passará por análise e deverá beneficiar os empresários. “A preocupação é em um todo. Queremos que todas as empresas paguem (impostos), mas queremos que o valor seja menor para não onerar o empresário e também para que sirva de atrativo a novos investimentos”, avalia.

Projetos investimentos
Apesar da palavra de ordem ser economizar, atender a demanda na área da saúde é prioridade, avalia o prefeito de Braço do Norte, Evanísio Uliano (PP), o Vânio. Por esta razão, a administração prepara ainda este mês o terreno onde será construído o posto de saúde do programa Estratégia Saúde da Família do bairro Floresta. “O recurso estava praticamente perdido, mas, graças à ação da equipe da saúde, conseguimos garantir a construção. Isto deve iniciar no próximo mês”, informa o prefeito. Outro bairro beneficiado será o São Basílio, onde uma unidade de saúde também será construída ainda este ano. “Praticamente todos os bairros terão novas estruturas de atendimento”, anuncia o prefeito.