Wagner da Silva
Braço do Norte

Um dia após assumir o cargo de prefeito interino de Braço do Norte, Ronaldo Fornazza (DEM) afirma que o momento é de transição com coerência e não é ideal para grandes mudanças, mas para ações. Ele não fez, ainda, nenhuma indicação para compor as secretárias. Fornazza diz que fará isso somente depois de conhecer melhor o executivo.

Nesta sexta-feira, durante o dia, o prefeito interino esteve com alguns secretários. As definições do que será tratado como prioridade ficará para segunda-feira. “Precisamos trabalhar com coerência, responsabilidade e humildade, nos situar dentro da administração para gerir os problemas e agir”, conceitua.

Entre as pastas que receberão a primeira atenção estão educação, saúde e transportes e obras. “Nestas, poderá ocorrer algumas mudanças. Vamos avaliar o quadro de cada pasta com atenção e respeito. Porém, como são três áreas de necessidade urgente, não podemos perder tempo. Começaremos por estas (três secretarias)”, adianta.

Início do ano letivo, convênios para aquisição de remédios e similares e época de enxurradas são as preocupações de Fornazza. “Temos agora é que aproveitar as pessoas que já possuem conhecimento e trabalhar”, determina. Para ele, a melhor agora é reunir a equipe técnica. “Não há como trabalhar, neste momento, sem o apoio desta equipe”, justifica.

Ronaldo considera a participação do legislativo muito importante neste momento. “O vereador deve ser valorizado e estou confiante de que estarão comprometidos com a administração, em busca do melhor para o município, especialmente neste momento”, complementa.

Dinheiro em caixa ajudará o novo prefeito
Quinta-feira, quando recebeu as chaves da prefeitura de seu antecessor, Luiz Kuerten (PP), o Tilico, o prefeito interino de Braço do Norte, Ronaldo Fornazza (DEM), recebeu também uma outra boa notícia. Em seu discurso de despedida, Tilico informou que a prefeitura possui R$ 2 milhões em caixa, disponíveis para dar início a alguns projetos de Fornazza.

O ex-prefeito de Braço do Norte explicou que Fornazza herdará, também, uma dívida de R$ 150 mil, referentes a compromissos que não pode quitar até o último dia de 2008. “É uma honra entregar a prefeitura desta forma, com dinheiro em caixa. Muitos projetos poderão ser agilizados”, declarou Tilico, emocionado.

Ele ainda destacou que há obras que não puderam ser inauguradas, mas que estão em fase de finalização. “A saúde foi uma prioridade de nossa administração. Sem contar as reformas, construímos três postos do programa Estratégia Saúde da Família (ESF), um deles entregue na ante-véspera do Ano-Novo aos moradores do bairro Rio Bonito, onde mais de quatro mil pessoas serão assistidas”, consagrou Tilico.

Em tom de brincadeira, o ex-prefeito entregou as chaves do automóvel oficial a Fornazza. “Fique à vontade para usá-lo, prefeito. Ele (o veículo) está em dia e com tanque cheio”, disparou Tilico, arrancado risos da platéia.