As peças são instaladas individualmente e formam uma espécie de tapete sobre as vigas. Trabalhadores agora dão sequência na instalação de tapumes para moldar a estrutura que ligará as pistas das cabeceiras a estrutura da OAE
As peças são instaladas individualmente e formam uma espécie de tapete sobre as vigas. Trabalhadores agora dão sequência na instalação de tapumes para moldar a estrutura que ligará as pistas das cabeceiras a estrutura da OAE

 

Laguna
 
As pré-lajes, estruturas que dão formato às pistas elevadas em obras-de-arte especiais (OAEs), estão todas instaladas no viaduto de acesso ao bairro Km 37, na BR-101, em Laguna. Com isso, o consórcio Araguaia/Blokos/Emparsanco, responsável pelo lote 25, pode iniciar os trabalhos para amarração de ferragem e concretagem.
 
As peças são instaladas individualmente e formam uma espécie de tapete sobre as vigas. Trabalhadores agora dão sequência na instalação de tapumes para moldar a estrutura que ligará as pistas das cabeceiras a estrutura da OAE.
 
O viaduto de acesso ao bairro Km 37 é edificado em um aglomerado urbano, com grande circulação de pedestres. A estrutura faz parte do conjunto de cinco OAEs, cujos trabalhos de construção são feitos de forma simultânea.
 
As outras frentes de trabalho ficam nos acesso às comunidades de Santiago, Estiva, Vila Flor e na entrada principal para Capivari de Baixo. Em todo o lote 25, há três viadutos concluídos e liberados, todos no início do trecho (Nova Fazenda,
Estreito e acesso à praia do Sonho).
 
O lote 25 tem 29,9 quilômetros de extensão, entre Laguna e Capivari de Baixo. Há 11,75 quilômetros de pistas duplicadas. A meta da conclusão do lote é dezembro deste ano.
 
Sarjetas são instaladas nas ruas laterais do São Cristóvão
Os equipamentos para a coleta e drenagem das águas da chuva já começaram a ser instaladas nas ruas laterais do bairro São Cristóvão, às margens da BR-101, em Tubarão. As sarjetas são importantes na prevenção de erosões em taludes dos viadutos e também para evitar que a água acumule nas estruturas e sobre as pistas.
 
O Departamento Nacional de Infraestrutura em Transportes (Dnit) realiza vários trabalhos complementares paralelos no lote 26. Além da prevenção dos processos erosivos, são feitas também melhorias da travessia de pedestres, no pavimento e a instalação de sinalização nas ruas laterais e pistas duplicadas.
 
O lote 26 tem três viadutos, duas passarelas em projeto, cinco quilômetros de pistas adequadas ao novo padrão da duplicação e dez quilômetros de ruas laterais liberadas. O segmento ainda recebeu a instalação de passeios públicos e ciclovia, entre os bairros Revoredo e Morrotes.
 
Outros trechos de ruas laterais e canteiro central ainda receberão as sarjetas. Os trabalhos serão alocados em Jaguaruna, nas proximidades dos viadutos de acesso ao município e a Morro Azul.
 
Com a edificação de sarjetas, os moradores e motoristas devem colaborar com a limpeza. Depositado nos canteiros, garrafas plásticas, sacolas e pneus acabam nas calhas coletoras da água das chuvas e bloqueiam o sistema de drenagem.
 
O resultado é entupimento dos bueiros e o acúmulo de água.
 
Instalação das sarjetas será feita em vários outros pontos do lote 26. A população deve colaborar e não jogar lixo às margens da rodovia
Fotos: Muriel Albonico/Esga-Dnit/Notisul
 
Atenção em Capivari de Baixo
Os motoristas que utilizam a BR-101 devem atentar ao acesso ao complexo termoelétrico Jorge Lacerda, em Capivari de Baixo. O consórcio Araguaia/Blokos/Emparsanco, responsável pelos trabalhos no lote 25, atua na implantação do sistema de drenagem no local (sentido norte). Com isso, há equipamentos e trabalhadores em movimentação constante. No sentido sul, não há trabalhos, mas ainda assim os motoristas devem atentar para o retorno de caminhões, tratores e outras máquinas pesadas nas proximidades da cabeceira norte da futura ponte sobre o Rio Capivari. Com a evolução das obras de duplicação neste trecho, o atual retorno será removido. O acesso ao complexo termoelétrico será feito pelo viaduto, no km 328.