Um grupo de aproximadamente 50 pessoas estava realizando uma trilha em Praia Grande, próximo ao Cânion Malacara, na tarde deste domingo, dia 13, quando uma forte chuva que atingiu a região fez com que o Rio Malacara enchesse e não tivesse como saírem do local. 

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Turvo, três pessoas, entre elas o guia dos turistas, fez o lado oposto do grupo e não conseguiu mais sair do local, com isso, precisaram esperar os militares chegarem.

 Ainda segundo os Bombeiros, os militares fizeram um caminho alternativo e tiveram suporte com guias e chegaram ao local. Ninguém ficou ferido. Participaram da ocorrência três militares da equipe de mergulho da região, três bombeiros militares e dois bombeiros voluntários. 

O resgate durou aproximadamente duas horas. 

Turistas gaúchos

De acordo com jornal Correio do Povo, de Porto Alegre, o grupo era formado por turistas gaúchos que moram na Capital do RS. Eles comunicaram a impossibilidade de retornar por volta das 16h. De acordo com o guia Marcio Viana, que estava na excursão, eles ficaram ilhados quando faziam o caminho de volta na trilha do local. Ele relatou à reportagem do Correio do Povo, que o caminho de ida foi tranquilo, mas os problemas aconteceram no caminho de volta. 

“Nós chegamos até a piscina do Malacara, mas na hora de voltar estava garoando, e uma cachoeira começou a despejar um grande volume de água, o que fez o rio subir de nível muito rápido.”

Viana relata que logo após perceberem o aumento de volume do rio, os guias locais iniciaram os contatos para montar uma equipe de resgate e procurar uma rota alternativa. O grupo então foi até um lugar mais seco e seguro aguardar o resgate. “Foi bastante rápido até, em cerca de 40 minutos já tínhamos sido resgatados”, relata Viana.

Além dos turistas e guias que estavam na excursão, um casal que fazia a mesma trilha também precisou ser resgatado. Ninguém ficou ferido e o grupo retornou a Porto Alegre no início da noite deste domingo.