Neste sábado (13), Dia D da 19ª edição da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, os postos de saúde da rede pública de Santa Catarina estarão abertos das 8h às 17h, para atender e imunizar a população. A expectativa é ampliar a cobertura em todos os grupos prioritários, que somam 1,8 milhão de pessoas no estado.

“Até agora, o índice alcançado nos grupos prioritários chegou a 51,8%. E a meta é atingir e ultrapassar os 90% de cobertura na população-alvo até o encerramento da campanha, no dia 26 de Maio”, informa a gerente de Imunização da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Vanessa Vieira da Silva.

A campanha de vacinação contra a Influenza tem como objetivo reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da Influenza na população alvo para a vacinação, que é composta pelos seguintes grupos: crianças de seis meses até menores de cinco anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), idosos (acima de 60 anos de idade), trabalhadores de saúde, professores da rede pública e privada, indígenas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, além dos portadores de doenças crônicas não transmissíveis ou condições clínicas especiais. A vacina é oferecida gratuitamente na rede pública de saúde para as pessoas pertencentes aos grupos prioritários, e a relação completa das salas de vacina do estado está disponível em www.gripe.sc.gov.br.

As pessoas que pertencem a um destes grupos devem comparecer ao posto de preferencialmente portando sua carteirinha de vacinação. Os portadores de doenças crônicas não transmissíveis devem apresentar prescrição médica com indicação da vacina contra Influenza. Caso sejam cadastrados em programas de controle das doenças crônicas do SUS podem se dirigir aos postos em que estão registrados para receber a vacina sem a necessidade da prescrição. Já os professores devem apresentar comprovante de vínculo com uma instituição de ensino e os trabalhadores de saúde precisam levar a carteira de identificação profissional.

De acordo com o balanço parcial do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SIPNI) em Santa Catarina, a Regional de Saúde de Concórdia se destacou vacinando 70,28% do público alvo, seguida da Regional de Braço do Norte, com 68,15% de cobertura. Já as regionais de Lages (40,19%) e Itajaí (45%) registram a menor cobertura vacinal até o momento.

O balanço parcial da vacinação aponta que 944.240 pessoas já se imunizaram contra a gripe em Santa Catarina. A cobertura nos grupos prioritários é de 51,8%, sendo a maior entre os idosos (69,3%), e a menor entre as crianças (32,8%).