Passageiros que voam indiretamente do Reino Unido ou do Brasil para Portugal devem apresentar teste de Covid-19 negativo 72 horas antes da partida e permanecer em quarentena por duas semanas na chegada a partir de domingo, informou o Ministério do Interior neste sábado.

A mudança foi projetada para fechar uma brecha que permitia que viajantes desses países chegassem a Portugal fazendo escala em um país com viagens autorizadas.

Os voos comerciais ou privados diretos de e para a Grã-Bretanha e o Brasil foram proibidos desde janeiro para limitar a disseminação das variantes da Covid-19. Os voos humanitários diretos e de repatriação ainda serão autorizados, mas os passageiros deverão seguir as mesmas determinações de testagem e isolamento após a chegada.

As medidas devem ser revistas em 16 de março. O ministro do Turismo de Portugal disse à BBC na sexta-feira que o país espera permitir que turistas britânicos que possam provar que testaram negativo ou que estão imunizados entrem no país a partir de 17 de maio, quando a Inglaterra suspende a proibição de viagens internacionais.

Portugal, que até agora relatou 808.405 casos de covid-19 e 16.486 mortes, deve iniciar um levantamento setor a setor das restrições na próxima semana, após quase dois meses de bloqueio estrito provocado por um aumento devastador de infecções no início do ano .

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Correio do Povo