Imbituba

Enquanto o governo federal não torna público quais as obras serão contempladas pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), cuja divulgação está prevista para junho, o início da dragagem de aprofundamento do Porto de Imbituba para 15 metros está acordado. O Projeto de Lei 06/2010 prevê a destinação de R$ 5 milhões do orçamento de 2010 para os procedimentos licitatórios, por parte da Secretaria Especial de Portos (SEP). A verba deverá ser liberada em outubro deste ano.

Segundo o administrador do Porto de Imbituba, Jeziel Pamato de Souza, o projeto de dragagem e a licença ambiental já estão com a secretaria. Os técnicos garantem que está tudo pronto para ser licitado, restando apenas a liberação dos recursos. Para o coordenador de portos e vias navegáveis do congresso nacional, o deputado federal Edinho Bez, a verba complementar para a dragagem de aprofundamento, que deverá ser contemplada pelo PAC 2, também já está acordada no governo federal, com a previsão de liberação de outros R$ 45 milhões até setembro de 2011.

Porto concentrador de cargas

A ampliação do cais para 660 metros de comprimento, com término previsto para abril de 2011, somada à dragagem de aprofundamento para 15 metros, possibilitará que Imbituba receba navios da geração Super Post Panamax, com capacidade para mais de sete mil TEU’s (unidade referente a um conteiner de 20 pés).

Recentemente, o Tecon Imbituba, responsável pelos investimentos na obra de ampliação do cais, adquiriu dois guindastes Super Post Panamax, no valor de US$ 15 milhões, que deverão ser entregues no próximo ano. O objetivo é equipar o terminal de contêineres e posicioná-lo entre os melhores do mundo e possibilitar que, até o fim do próximo ano, o Porto de Imbituba esteja apto a atuar como porto concentrador de cargas da região sul do Brasil.