Muitas pessoas começam a praticar exercícios e sentem dificuldade de mantê-los com frequência. Para que possamos ser considerados ativos, a prática deve ultrapassar os seis meses de regularidade. Contudo, sabemos que os compromissos profissionais e familiares podem sabotar a sua rotina e dificultar essa regularidade nos exercícios. 

Por isso, a seguir, 10 dicas para você não deixar de fazer os exercícios, independentemente da sua rotina. Vamos lá?

#Dica 1 – Encontre uma atividade que lhe dê prazer

Não tem nada mais chato que fazer algo que não gostamos, não é? Se você escolher um exercício físico somente porque todo mundo está fazendo ou ouviu dizer que era ótimo, ele só será efetivo se você realmente gostar de praticá-lo. Caso contrário, você o fará sem colocar 100% de energia nele, sem contar o fato de que qualquer evento será mais importante do que ir para aquele exercício chato que disseram para você que era legal. A Educação Física tem uma variedade enorme de atividades, escolha a sua e divirta-se!

#Dica 2 – Busque parceiros para a prática

Para algumas pessoas, ter companhia é muito importante. Então, convide seus amigos ou familiares para começar contigo. Assim, quando um quiser desistir dos exercícios o outro auxilia na manutenção da atividade.

#Dica 3 – No horário assumido para fazer seus exercícios, não coloque nenhum outro compromisso

Não marque consultas, café com as amigas ou qualquer outro compromisso no horário que você escolheu para treinar. Entenda que você precisa comprometer-se consigo e com suas decisões.

#Dica 4 – Busque orientação profissional

Existem hoje muitos vídeos e aplicativos propondo uma variedade de exercícios, mas, só o profissional de Educação Física tem o conhecimento necessário para ajustar o treinamento às suas limitações, seu perfil e objetivos. Mas preste a atenção na hora de contratar esse serviço. Exercício físico não deve ser encarado como castigo ou ser extremamente difícil para gerar resultados positivos na sua saúde. Se seu treinador insiste em oferecer exercícios que você não se sente confortável, troque de academia/treinador. O bom profissional precisa saber reconhecer as preferências e necessidades dos seus clientes, sejam elas físicas ou emocionais. Quando nos sentimos confortáveis com os exercícios, fazemos com muito mais intensidade e isso colabora para bons resultados. 

#Dica 5 – Faça exercícios ao ar livre

Ambientes ao ar livre conectam você com a natureza, aliviam o estresse e você pode fazer no horário que quiser ou puder.

#Dica 6 – Comprometa-se com você

Estabeleça metas atingíveis e com prazos definidos. Por exemplo, você quer emagrecer? Quanto quer perder de gordura corporal e para quando? Estabeleça prazos e comprometa-se com os objetivos, assim fica mais fácil manter a motivação. Mas lembre-se, nada de ficar comparando o seu corpo ou o seu objetivo com a sua amiga ou aquela blogueira que passa o dia todo na academia. Os objetivos são individuais.

#Dica 7 – Mude seus hábitos alimentares aos poucos

Associar a prática de exercícios físicos regulares com alimentação adequada é a chave para resultados mais visíveis e duradouros. Quando começamos a praticar exercícios, é natural que começamos também a cuidar da alimentação, porém, nada de sair por aí fazendo dietas malucas sem orientação. Busque um(a) nutricionista para atender as suas demandas energéticas.

#Dica 8 – Não aceite a idade como um fator para não praticar exercícios físicos

Não existe idade para começar a praticar exercícios. Os exercícios físicos devem ser praticados por todos. Crianças, adultos e idosos terão adaptações e treinamentos diferentes, mas todos terão os benefícios da prática.

#Dica 9 – Faça uso da tecnologia

A primeira tendência do Colégio Americano de Medicina Esportiva para 2020 é o uso da tecnologia para auxiliar você durante os exercícios físicos. O uso do monitor cardíaco, por exemplo, pode auxiliar você a entender melhor sobre a sua zona alvo de treinamento. Os marcadores de passos (pedômetros) podem ser baixados gratuitamente no seu celular e auxiliam você a tentar alcançar o número de passos diários recomendado pela Organização Mundial da Saúde para a redução dos riscos de doenças como diabetes, hipertensão arterial sistêmica, obesidade, entre outras. Ah, e o número de passos por dia? 10.000. Vamos tentar?

#Dica 10 – Lide com os imprevistos

Entenda que nem sempre você vai conseguir cumprir todos os compromissos. Se você atrasou no trabalho e perdeu a sua aula, tente transformar o seu dia mais ativo. Troque o elevador pelas escadas, faça uma sessão de pular corda em casa ou ainda um circuito com o peso do próprio corpo. Não fique preso a ideia de que exercício tem que durar uma hora. Se naquele dia só sobraram 20 minutos para fazer algo, faça!

Espero que tenha gostado e comece hoje mesmo a seguir algumas dessas dicas.