Zahyra Mattar
Tubarão

As chuvas que não cessaram desde julho deste ano não refletirão apenas no cronograma das obras de duplicação da BR-101, mas também sobre os prazos programados para a concretização dos projetos remanescentes, casos da ponte sobre a Lagoa de Cabeçudas, em Laguna, e o túnel no Morro do Formigão, em Tubarão.
Há pouco mais de uma semana, equipes do Departamento Nacional de Infra-estrutura em Transportes (Dnit) percorrem os lotes em obras para avaliar o andamento das obras e refazer o cronograma para o próximo ano. O órgão federal tinha uma meta ambiciosa para este mês: entregar em torno de 70% a 80% das obras referentes à duplicação. A estimativa é que este índice não passe de 60% por conta das chuvas.

No caso dos projetos nos lotes da Amurel, a previsão era concluí-los também até este mês. Para janeiro de 2009, ficaria a aprovação final do próprio departamento e a confecção do edital de licitação e demais procedimentos que envolvem o trâmite de uma obra deste porte.
Apesar de tudo, até a semana passada, este cronograma específico ainda era garantindo. Porém, o clima instável gera dúvidas. O Dnit espera anunciar nesta quinta-feira o que será feito no próximo ano e o que pode ser concluído até o dia 31 de dezembro.
Mesmo com a quantidade anormal de chuva registrada desde o meio do ano, o cronograma manteve-se inalterado até o mês passado porque as obras que não podiam ser avançadas – terraplanagem e asfaltamento, por exemplo – eram compensadas por aqueles que era possíveis continuar (concretagem). Somente em outubro, foram 28 dias de chuva. Detalhe: o mês tem 30 dias.

Relembre os projetos
Ponte de Cabeçudas – Laguna
A nova passagem terá um desing arrojado e com linhas que lembram a tão popular ponte Golden Gate, da cidade de San Francisco, no estado da Califórnia (EUA). A ponte que cruzará o canal terá uma altura de 13 metros e 2.360 metros de extensão. O vão central terá 200 metros de largura, e os outros dois laterais, 100 metros cada. A rodovia atual será mantida e servirá como uma estrada local aos moradores de Laranjeiras e Cabeçudas. Outro detalhe é a exploração turística da ponte. No futuro, se o município tiver interesse, poderá investir em navegação turística, já que a estrutura da travessia permitirá esta atividade.

Túnel do Morro do Formigão – Tubarão
A passagem será construída como a feita em Balneário Camboriú. Internamente o túnel, que será implodido na rocha que forma o Morro do Formigão, terá iluminação e ventilação modernas, passagem para pedestres e ciclistas.