Um crime de abandono de incapaz foi registrado em Braço do Norte nesta quinta-feira (19). O fato ocorreu na rua Antônio Lino Lessa na localidade do Rio Bonito, por volta das 17h10.

A guarnição, em rondas pela cidade, recebeu informação/denúncias de populares, de que uma mãe deixava sua filha de 8 anos sozinha o dia inteiro em casa. Além disso, quando chegava ainda agredia a filha.

No local, a guarnição constatou que a residência estava totalmente fechada, tanto a porta quanto a janela. Os policiais então bateram na porta e uma menina respondeu, perguntando quem era. Quando respondido que era a polícia a menina começou a chorar.

Os agentes pediram que a criança abrisse a porta, porém ela respondeu que não poderia, já que sua mãe havia trancado com a chave e não tinha como sair. Os policiais arrebentaram a porta e acolheram a criança.

Brincando com ela, a pequena relatou aos policiais que fica todo dia sozinha em casa desde as 7 horas da manhã até por volta das 18 horas. Os dias que tem aula ela vai sozinha para a aula e volta meio dia para casa ficando a tarde em casa e também sem almoço.

Nesta quinta por exemplo, a criança relatou que somente comeu um pão com chimia de ovo na parte da manhã e depois disso não comeu mais. Sobre a cama os policiais encontraram um caderno com algumas anotações. Uma espécie de lista de atividades.

A lista as tarefas que a criança deveria fazer em casa, desde lavar a louça, arrumar a cama, limpar a casa entre outras coisas. De acordo com a pequena, a mãe chegava em casa ela batia, caso não cumprisse com as tarefas.

Durante a ocorrência a mãe da criança, de 37 anos, chegou ao local. Os agentes já contavam com o apoio da guarnição do comandante de policiamento e também o acompanhado do Conselho Tutelar.

No quarto em que a menina estava não havia banheiro, já que ficava do lado de fora da casa, em local que a menina não tinha acesso. Então ela contou que fazia as suas necessidades em um baldinho. Constatado que o banheiro da casa não possuía chuveiro, a mãe relatou que tomavam banho de bacia.

Os vizinhos relataram qual a situação a criança passava todos os dias, sendo inclusive agredida pela mãe em algumas oportunidades. Quando ocorria o fato, eles escutavam o choro da criança.Foi constatado também que o quarto estava desarrumado, e não havia alimentação no local.

O Conselho Tutelar apurou que a criança já esteve no abrigo na cidade de Tubarão. Diante dos fatos os envolvidos foram encaminhados a Delegacia de polícia civil de Braço do Norte para lavratura dos procedimentos legais.

A criança foi acompanhada pelo conselho tutelar. Vale ressaltar que o caderno com algumas anotações também apreendido. Já na delegacia os policiais militares perguntaram se a criança estava com fome, e ela respondeu que sim.

Perguntaram o que ela gostaria de comer e ela respondeu que queria coxinha. Os policias compraram um lanche, tendo coxinha, chocolate e suco para a criança. Ela saciou sua fome e ficou muito feliz acompanhada também das conselheiras tutelares.

 

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul