Uma grande operação da Polícia Militar nesta quinta-feira (1) tem o objetivo de inibir uma possível migração de criminosos de outras regiões para dentro de Santa Catarina. A Operação Ferrolho, como foi denominada, acontece em 250 pontos de todo o Estado.

De acordo com o tenente-coronel João Batista Réus, da comunicação da PM, a ideia é “mostrar a capacidade de mobilização em virtude de uma possível migração de criminosos de outras regiões, como do Rio de Janeiro, para Santa Catarina”.

De acordo com ele, a Operação Ferrolho acontece em pontos estratégicos de todo o Estado, como nas divisas dos Estados do Paraná e Rio Grande do Sul, com o apoio das equipes de segurança destas localidades.

Em Florianópolis, todos os ônibus que chegam ao Terminal Rita Maria estão sendo revistados. As fiscalizações também acontecem no Aeroporto Internacional Hercílio Luz e em blitze espalhadas pela cidade, como na Avenida Gustavo Richard.  

Durante a manhã, em uma dessas revistas no terminal rodoviário, um cão farejador da polícia encontrou nove pacotes com skank em um ônibus que chegava do Rio de Janeiro. O responsável pela droga conseguiu fugir. Todo o skank pesa 5kg e é avaliado pela PM em R$ 250 mil. 

A operação começou por volta das 6h da manhã e deverá continuar ao longo do dia, inclusive em embarcações. O balanço parcial da ação será divulgado em uma coletiva de imprensa no período da tarde, com a participação do comandante-geral da Polícia Militar em Santa Catarina, coronel Araújo Gomes, e do secretário de Segurança do Estado, Alceu de Oliveira Pinto.