Polícia Militar desmente morte do soldado alvejado durante confronto com assaltantes em Criciúma

Soldado Jeferson Luiz Esmeraldino, de 32 anos, segue internado na UTI em estado grave. Perdeu parte dos rins e do fígado e está com uma hemorragia interna difícil de ser contida. 

A notícia da morte do policial ferido durante combate da Polícia Militar em Criciúma, soldado Jeferson Luiz Esmeraldino, 32 anos, não foi confirmada pela PM. A informação foi divulgada pela deputada estadual Ada de Luca, ganhou tanta repercussão que outros deputados e até a Assembleia Legislativa chegou a emitir um nota de pesar.

Em seguida a Polícia Militar de Santa Catarina emitiu um comunicado afirmando que o soldado Esmeraldino segue internado na UTI, em observação. Após o posicionamento da PM a deputada se retratou e pediu desculpas.

O estado de saúde do soldado Esmeraldino é bem delicado, dizem os policiais. Durante troca de tiros com os assaltantes ele foi alvejado com um tiro de fuzil, perdeu parte dos rins e do fígado e está com uma hemorragia interna difícil de ser contida.

Esmeraldino é de Tubarão e trabalha no Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) da Polícia Militar de Criciúma.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul