A notícia de uma tentativa de rapto a uma criança, que movimentou o município de Sombrio, ontem à tarde, pode ser falsa. Após ser acionada para atender uma moradora que relatou ter visto uma mulher tentando roubar a filha, a Polícia Militar – PM começou a investigar o caso e encontrou divergências no depoimento da vítima. Para o comandante da 2ª Cia do 19º da PM, capitão Luiz Paulo Fernandes, a declaração tem 90% de chance de ser falsa.

Conforme o capitão, a mulher disse no depoimento que estava dentro de casa fazendo a outra filha dormir, quando ouviu um barulho do portão e flagrou uma criminosa esticada no muro, tentando alcançar a criança.  “Ela relatou que a suposta autora da tentativa de rapto tinha cabelos pretos e lisos, usava uma regata na cor bege. Mas no decorrer da tarde, a vítima começou a apresentar informações diferentes, como a mulher era, na verdade, loira”, explica.

A guarnição da PM realizou rondas pelo local, mas não localizou alguém com características semelhantes as citadas. De acordo com Fernandes, um boletim foi registrado e a PM vai continuar averiguando o caso.