Uma fábrica de armas artesanais foi desarticulada na manhã desta sexta-feira em Alvorada, na região Metropolitana do Rio Grande do Sul. A operação Armeria, desencadeada pela Polícia Civil, descobriu que o armamento era montado com peças diferentes. A carga apreendida, composta por 103 armas, foi avaliada em R$ 500 mil. Um homem, de 57 anos, foi preso em flagrante pelos policiais. 

Além das armas, de calibres variados, os policiais encontraram no local mais de R$ 300 mil em cédulas de 100 e 50. Os delegados Maurício Barison e Mário Souza relataram que a apreensão de hoje têm relação com a prisão de um homem com uma submetralhadora, feita de maneira artesanal. 

Conforme as investigações, a fábrica abastecia principalmente o narcotráfico. O local dava sustentação para a realização de todos os tipos de crimes: assaltos a coletivos, assaltos a bancos e roubo de carros. 

Na fábrica clandestina foram localizados revólveres, pistolas, submetralhadoras, espingardas de vários calibres e várias armas que estavam em processo de montagem. O diretor de Investigações do Departamento Estadual de Investigação do Narcotráfico, delegado Mário Souza, relatou que o armamento seria vendido por preços entre R$ 1 mil e R$ 10 mil.