Agora sim a foto oficial da mesa diretora da câmara de vereadores de Tubarão. Vereador Nilton de Campos (PSDB - o terceiro da direta para a esquerda) é o único fora do grupo de comando.
Agora sim a foto oficial da mesa diretora da câmara de vereadores de Tubarão. Vereador Nilton de Campos (PSDB - o terceiro da direta para a esquerda) é o único fora do grupo de comando.

Zahyra Mattar
Tubarão

A bancada do PMDB (sem o colega Caio Tokarski), com João Fernandes (PSDB – sem o restante do seu partido) boicotou a eleição à escolha da nova mesa diretora da câmara, na manhã desta sexta-feira. Sobrou para Dionísio Bressan Lemos (PP) assumir a presidência – ele é o mais velho na ausência de Ivo Stapazzol – e comandar o pleito. Inconformado, o grupo minoritário já anuncia: vai tentar, novamente, buscar reverter a anulação da eleição realizada em março do ano passado.

Seja como for, o grupo de comando está escolhido e ‘xau e benção’, como se diz no popular. Sem ninguém para contestar a única chapa inscrita, a eleição ocorreu de forma tranquila. E a expectativa é que esta mesma tranquilidade volte a integrar os trabalhos a partir da próxima semana.

Há duas semanas sem sessões, projetos importantes deixaram de ser apreciados. Um exemplo foi a reforma administrativa da prefeitura. A matéria será apresentada aos vereadores somente após a festa e Momo, com a volta de Manoel Bertoncini. Ele está de férias. Pepê Collaço (PP) assumiu a vaga na tarde desta sexta-feira (leia mais na página 3 desta edição).

A nova mesa

Presidente
Sargento Batista (PSDB)

Vice-presidente
Edson Firmino (PDT)

Segundo vice-presidente
Deka May (PP)

Primeiro secretário
Caio Tokarski (PMDB)

Segundo secretário
Dionísio Bressan (PP)

Concessão do transporte coletivo volta à pauta da casa

A primeira sessão da nova mesa diretora da câmara de vereadores de Tubarão é na próxima segunda-feira, às 19 horas. Dois projetos integram a pauta. O primeiro é a lei proposta pelo vereador Edson Firmino que já havia sido aprovada há duas semanas – a votação não valeu por conta da liminar conseguida por João Fernandes – PSDB – para voltar a vaga de presidente).

A proposta A matéria versa sobre a inclusão obrigatória, no currículo escolar da rede municipal de ensino, de uma matéria sobre a história de Tubarão e as suas potencialidades econômicas e turísticas. O segundo projeto dispõe sobre a autorização da para realização da concorrência pública à concessão dos serviços de transporte coletivo.

Ainda na segunda-feira, mas às 11 horas, os vereadores estão convocados à audiência pública que apresentará o cumprimento das metas fiscais da prefeitura, relativas ao terceiro quadrimestre do ano passado. A explanação será feita pelo controlador geral do município, Jacimar Alexandre Torres.