Após a confirmação de que o secretário de Comunicação do governo federal, Fábio Wajngarten, foi diagnosticado com coronavírus, o Palácio do Planalto divulgou nota nesta quinta-feira (12) informando que o presidente Jair Bolsonaro está sendo monitorado. No texto (íntegra abaixo), a Presidência da República afirma que “todas as medidas preventivas necessárias” estão sendo adotadas para preservar a saúde de Bolsonaro e da comitiva que o acompanhou em viagem oficial aos Estados Unidos.

A informação é de que Wajngarten fez exames no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, na quarta-feira (11). Conforme o Planalto, a contraprova já foi realizada. O secretário esteve na comitiva que viajou aos Estados Unidos e que, no sábado (7), participou de um jantar com o presidente Donald Trump. Ainda de acordo com a nota da Presidência da República brasileira, as autoridades americanas já foram comunicadas.

Veja a nota na íntegra:

“O Serviço Médico da Presidência da República adotou e está adotando todas as medidas preventivas necessárias para preservar a saúde do Presidente da República e de toda comitiva presidencial que o acompanhou em recente viagem oficial aos Estados Unidos, bem como dos servidores do Palácio do Planalto.


Isso porque um dos integrantes do grupo, o Secretário de Comunicação da Presidência da República, Fábio Wajngarten, é portador do novo coronavírus Covid-19, confirmado em contraprova já realizada.


O governo brasileiro também já comunicou às autoridades do governo norte-americano a ocorrência do evento para que elas também adotem as medidas cautelares necessárias.


O Secretário de Comunicação está cumprindo todas as recomendações médicas, em quarentena domiciliar, e só retornará ao seu trabalho quando não houver risco de transmissão da doença.


Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República.”