#Pracegover foto: na imagem há um homem de terno e um microfone
#Pracegover foto: na imagem há um homem de terno e um microfone

O Partido Liberal (PL) cancelou o evento de filiação do presidente Jair Bolsonaro à sigla, que estava previsto para ocorrer no próximo dia 22. O presidente já tinha afirmado mais cedo, em viagem aos Emirados Árabes Unidos, que a data não estava confirmada. O chefe do Executivo condiciona a ida ao partido pela garantia de que a legenda não vai coligar com partidos de esquerda nos estados.

Entre as condições impostas por Bolsonaro, está a de que o PL não se alie ao PT, PDT e PSol na Bahia, Piauí e Pernambuco.  Em nota, o PL afirmou que a decisão foi tomada em comum acordo, após intensa troca de mensagens entre Bolsonaro e o presidente do partido, Valdemar Costa Neto, durante a madrugada.

Nos Emirados Árabes, Bolsonaro afirmou que decisão só será tomada quando ele se convencer da filiação. “Só vale depois que eu assinar embaixo. Enquanto não assinar não vale”, disse ele. “Quer saber a data da criança se eu nem casei ainda. Que data vai nascer a criança. Tem muita coisa a conversar com o Valdemar”, completou.

No comunicado, o PL não informa uma nova data para que a filiação seja formalizada. Nos estados do Nordeste, dirigentes avaliam que é difícil tocar uma eleição sem apoio dos partidos de esquerda. No interior, em regiões com menor população, ao contrário das grandes cidades, é comum coligações entre diferentes correntes políticas, a fim de obter sucesso no pleito.