Os trens carregados com contêineres terão mais facilidade, segurança e rapidez ao entrarem e saírem do Porto de Imbituba. Está concluída a chamada pera ferroviária, que faz parte da primeira etapa de ampliação da malha de trens do Porto.

Com o trajeto em formato de pera, os veículos conseguem entrar e sair sem a necessidade de manobras adicionais. O governador Carlos Moisés inaugurou a obra na manhã desta sexta-feira (25), em ato com a presença do diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba, Luís Antônio Braga Martins, e secretários de Estado. “Essa obra traz segurança e dinamismo para as operações com os trens. Um gargalo antigo foi vencido com parceria e ação”, salientou Carlos Moisés.

Diariamente, cerca de 50 contêineres chegam ao porto pela ferrovia e trazem, principalmente, arroz e cerâmicas produzidos no Sul de Santa Catarina.

Trajeto dispensa manobras e reduz interferência de fluxo no trânsito local
Com um investimento de R$ 700 mil, a melhoria na infraestrutura portuária foi realizada pela Ferrovia Tereza Cristina (FTC), concessionária da malha que liga o Sul catarinense ao Porto Público, e integra a primeira fase do Plano de Ampliação da Malha no Porto de Imbituba.

“Essa nova extensão de 400 metros de trilhos incorpora uma qualificação enorme para a malha ferroviária que chega ao porto, trazendo eficiência no transporte de cargas, interferindo cada vez menos no fluxo de trânsito local e promovendo maior segurança à operação”, destacou o diretor-presidente da SCPAR Porto de Imbituba.

O projeto
O projeto da pera foi desenvolvido pelos setores de engenharia da FTC e da SCPAR Porto de Imbituba, Autoridade Portuária. Entre as melhorias, foi construída uma extensão de trilhos, um trecho de retorno, a duplicação de um trecho para acomodação de vagões, a realização de passagens de nível, instalação de equipamentos para mudança de direção, sinalização horizontal, vertical e semafórica.

“Para a realização deste projeto, o mais importante foi o interesse comum entre as partes envolvidas, que juntos buscaram alternativas e nos permitiram comemorar essa conquista”, ressalta o diretor-presidente da FTC, Benony Schmitz Filho.

Ao longo dos últimos dias foram realizados testes operacionais e antecipada a construção da estrutura de drenagem, prevista para 2021. “Esta etapa garante, sem dúvidas, melhor qualidade da obra, durabilidade e segurança. No geral, essa alternativa logística é um marco histórico para o setor ferroviário e também para a região”, completa Benony.

Após mais de uma década de idealização, o projeto de ampliação da malha ferroviária dentro do porto foi reapresentado em 2019 pela FTC. As obras iniciaram em janeiro deste ano.

Plano de Ampliação do Porto
A próxima fase do Plano de Ampliação consiste em conectar a extensão de trilhos ao Terminal de Contêineres (TECON), localizado próximo ao Cais 3. A proposta está em fase de estudos desde início de abril e iniciou com uma visita técnica da concessionária FTC.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul