Zahyra Mattar
Tubarão

A política tubaronense é outra a partir de agora. O vice-prefeito Pepê Collaço assinou, na manhã de ontem, a sua adesão a construção do PSD na Cidade Azul. O canetaço foi dado logo após ele entregar seu pedido de desfiliação ao presidente provisório do Partido Progressista, Benito Botega.

Junto com ele, todos os suplentes de vereador do PP, e pelo menos três centenas de membros e simpatizantes do partido o seguiram. A escolha pelo PSD já era óbvia.
Pepê aposta no nascimento de um novo grupo, para criar outra identidade ao seu projeto político. "Existiram conversações com o PMDB e com o PSDB, mas acredito que a decisão foi a mais acertada. O próprio prefeito Manoel Bertoncini me aconselhou neste sentido. Minha situação dentro do PP já era insustentável", pontua o vice-prefeito.

O PSD nem existe de fato, mas já agrega nomes de peso. A meta é chegar forte nas eleições de 2012. O grupo já articula a participação com uma nominata com 12 candidatos à câmara e estimativa de 11 mil votos na legenda para a proporcional.

"É cedo para especular qualquer coisa, até porque o PSD agrega nomes muito melhores do que o meu para compor uma participação em 2012. Mas é óbvio que gostaria de ser o escolhido. Quem não gostaria. Hipocrisia não, né!?", dispara Pepê.

De qualquer forma, o vice-prefeito deixa mais do que claro que a sua preferência pessoal é por Manoel Bertoncini. "Incentivo para que (ele) concorra. Mas é algo que somente ele decidirá. Se Bertoncini vir, será definitivamente meu candidato", elogia Pepê.

"Tenho um carinho enorme pelo PP. Se hoje sou vice-prefeito, devo isso a um grupo para o qual não viro as costas, apenas me afasto."
Pepê Collaço,vice-prefeito de Tubarão

'Caso' Tokarski
Ao que tudo indica, o capítulo final entre Caio Tokarski e o PMDB está gravado. A dúvida é quando irá 'ao ar'. Em carta entregue terça-feira, o presidente da sigla, Jair Tártari, informa que a executiva do partido decidiu, por unanimidade, manter o partido fora do governo municipal. E o “convida” a deixar a vaga na secretaria de cultura e esporte em até 72 horas (o prazo terminou ontem).
Caio está no Paraná, onde acompanha a equipe de futsal de Tubarão, e não respondeu ao chamado do partido. O secretário já anunciou que deixará o PMDB. Inclusive, ele também está de malas prontas para ingressar no PSD.
Será, provavelmente, um dos 11 candidatos a vereador pelo novo grupo em 2012. O secretário deverá formalizar seu pedido de desfiliação do PMDB hoje ou na próxima semana.