É feita no trecho a sinalização vertical e horizontal
É feita no trecho a sinalização vertical e horizontal

Treze de Maio

 
Até o fim deste mês, deve ser liberada a passagem inferior de acesso a Treze de Maio, na BR-101. Hoje, são feitos os trabalhos finais para a liberação das pistas elevadas da obra de arte especial, que incluem a instalação da sinalização vertical e horizontal. 
 
As camadas asfálticas nas pistas elevadas estão prontas. Falta finalizar as alças de acesso, mas, para isso, é necessário que o fluxo da rodovia seja redimensionado para as pistas elevadas. Esta semana, se der bom tempo,  devem ser iniciadas a pintura das faixas de eixo e bordo das pistas e a instalação de placas para sinalização vertical.
 
A passagem servirá de ligação entre a BR-101 e as empresas, residências e posto de combustíveis instalado na rua lindeira à duplicação. A obra de arte tem o mesmo tamanho da em execução no bairro São Cristóvão, em Tubarão, com 14,80 metros de extensão.
 
Assim que a passagem for liberada, será interrompido o traçado antigo, entre a rodovia federal e a SC-441. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) pede que os motoristas fiquem atentos aos desvios, respeitem a sinalização de segurança e os limites de velocidade. 
 
Reciclagem na rodovia
Os materiais descartados nas ruas pode entupir os sistemas de drenagem e provocar alagamentos. Na última semana, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) iniciou a coleta e reciclagem do lixo recolhido em taludes e no canteiro central da BR-101. 
 
O trabalho foi feito pela empresa Setep, responsável pela conservação da rodovia. Na semana passada, trabalhadores realizaram a retirada de materiais na BR-101, na rua Deputado Olices Pedra de Caldas, no trecho entre o viaduto de acesso prencipal a Tubarão e no acesso ao Morrotes. O lixo foi ensacado e aguarda a coleta pela empresa responsável.
 
Plásticos, garrafas pet, vidro, papel e papelão serão recolhidos e enviados à reciclagem. A destinação e a seleção do material coletado serão feitas pelos municípios cortados pela rodovia. O resto de pneus será recolhido, depositado em local a ser definido e, mensalmente, transportado para o Ecoponto, localizado no bairro Rio Maina, no município de Criciúma. O material orgânico depositado nos bordos e canteiros centrais da rodovia não será coletado.