#Pracegover Na foto, meteoro risca o céu noturno
Imagens captadas pelas câmeras do Observatório Espacial Heller & Jung, de Taquara (RS)

A passagem de um meteoro sobre o do Rio Grande do Sul e Santa Catarina na madrugada deste domingo (13), chamou a atenção pela sua longa duração.

O meteoro entrou na atmosfera por volta das 2 horas a uma altitude de 92,52 quilômetros e foi extinto a 64,19 quilômetros fazendo uma trajetória de sul a norte e se desfazendo sobre a região de Santa Maria, região central do Estado.

O momento foi registrado pelas câmeras do Observatório Espacial Heller & Jung, na cidade de Taquara, região metropolitana de Porto Alegre.

É bastante comum a passagem de meteoros por aquela região, mas o que chamou a atenção foi tempo de duração. De acordo com Carlos Fernando Jung, diretor científico da Brazilian Meteor Observation Network (Bramon) e proprietário do Observatório Espacial Heller & Jung, eventos semelhantes costumam durar entre um e dois segundos. E esse episódio durou mais de 4 segundos.

Carlos explica o motivo: “O ângulo com que o meteoro ingressou na atmosfera terrestre. quanto mais vertical for a queda, maior é o atrito e mais rápido os meteoros se desfazem ao adentrar a atmosfera terrestre. No caso do meteoro que iluminou o Rio Grande do Sul na noite passada, sua inclinação fez com que o meteoro caísse praticamente de lado, permitindo que a sua longa extinção fosse visível por 4,39 segundos, mesmo sendo de pequenas dimensões: provavelmente inferior a 50 centímetros de diâmetro”, disse ao portal Gaúcha Zero Hora.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul