Um voo da Avianca, que sairia do Aeroporto Internacional Hercílio Luz, em Florianópolis, para Chapecó, no Oeste catarinense, foi cancelado na noite de domingo (17) em função de extrapolar o limite da jornada de trabalho da tripulação. Mais de 120 passageiros estavam previstos para o voo, muitos deles passaram a madrugada na sala de espera e chegaram a dormir no chão do saguão do terminal.

O voo que deveria ter decolado da capital às 23h40 de domingo (17) e deveria pousar por volta da 1h. Mas, segundo a companhia, o embarque de um grupo de 128 passageiros ocorreu às 8h58 desta segunda-feira (18), e outro deve seguir viagem durante a noite.

Segundo o repórter Cleyton César, que estava em Florianópolis para o clássico de domingo e voltaria para Chapecó nesse voo, os funcionários da Avianca disseram o voo estava vindo de São Paulo e registrou atraso. A companhia confirmou a situação.

Ainda segundo o jornalista, também foi comunicado posteriormente o cancelamento com a justificativa de que os tripulantes precisavam descansar por causa de um limite no tempo de voo. Eles alegaram ser uma determinação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). O cancelamento foi informado por volta das 5h, por funcionários do aeroporto.

Em casos de atrasos e cancelamentos de voos que causem pernoite, os passageiros têm direito a:

Ser acomodado em outro voo

Remarcar voo

Ligação telefônica e internet

Hospedagem

Alimentação

Transporte

Reembolso integral – neste caso, o uso deste direito anula todos os demais.