#Pracegover foto: na imagem há pessoas, cartazes e bandeiras
#Pracegover foto: na imagem há pessoas, cartazes e bandeiras

A Parada LGBTQIA+, realizada neste sábado (28) à tarde, no Parque Altair Guidi, em Criciúma, concentrou mais mais de mil pessoas e arrecadou mais de meia toneladas de alimentos. O ato, de cunho solidário, iniciou às 14 horas e seguiu até por volta 20 horas com mais de 50 atrações musicais programada.

O evento foi promovido pela vereadora Giovana Mondardo após a exoneração de um professor da disciplina de Artes da Rede Municipal de Ensino de Criciúma por apresentar clipe da música Etérea, do artista Criolo, em sala de aula, o que foi considerado inapropriado pelo prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, que disse que não toleraria essa “viadagem”. O anúncio foi feito através de um vídeo na quarta-feira, dia 25, e gerou polêmica, com manifestações contrárias e favoráveis à atitude do chefe do Executivo.

Conforme a organizadora, o ato foi promovido devido às falas LGBTfóbicas do prefeito. “Aqui se reúnem artistas, grupos organizados, pessoas que defendem a causa LGBTQIA+ de diversas cidades da região. Para a gente, isso é muito esperançoso de um tempo melhor para Criciúma, Santa Catarina e para o país. Contra a LGBTfobia e de uma forma muito expressiva em defesa da arte, liberdade de cátedra, em defesa da educação”.

A ação contou com a presença de estudantes, famílias, crianças, jovens, idosos e professores. Os participantes estavam com bandeiras da causa e cartazes com frases a favor da educação, arte e LGBTQIA+. “Como profissional da área estou aqui em favor do professor e contra esse direito de cátedra que ele tem e foi tirado dele. Vamos lutar pela causa LGBT e contra o comentário homofóbico do prefeito”, relata um dos participantes do evento e estagiário na área da educação, Igor Machado da Rosa, de 20 anos.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul

Fonte: Portal Litoral Sul
Foto: Caroline Sartori