A Igreja está 200 anos atrasada, afirmou no Vaticano o papa Francisco.Na mensagem de Natal aos cardeais e membros da Cúria romana, o chefe da Igreja Católica defendeu a necessidade de “mudar a mentalidade pastoral”.

Francisco apelou ainda à realização de reformas e alertou para os perigos da “rigidez” dos membros da Igreja perante aos desafios atuais.