Tatiana Dornelles
Tubarão

Que tal aquele café da manhã caprichado ou o lanche da tarde? Que estas refeições são essenciais, quase ninguém contesta. Mas o consumidor terá que desembolsar alguns centavos a mais para ter à mesa um dos personagens principais: o pão. O alimento estará mais caro a partir de hoje e algumas padarias já reajustaram os preços na última semana. Um dos motivos para o aumento do valor do quilo do pão é o reajuste do quilo do trigo. E quem paga por isso é o consumidor final.

Em Tubarão, o quilo do produto variava de R$ 3,00 a R$ 5,00. Isso considerando também algumas promoções, principalmente nos supermercados. “Com a subida do preço, o consumidor deve estar atento ao mais barato. Somos contra o aumento e não vemos motivo para isso. O reajuste do trigo não é desculpa para subir o valor do pão”, argumenta a presidenta da Associação das Donas de Casa e Consumidores (Adocon) de Tubarão, Reneuza Borba.

No que se refere às promoções de pães, alerta Reneuza, é essencial que as pessoas comprem somente o necessário para consumo. “Tem gente que aproveita os preços baixos para comprar bastante. Entretanto, perde, pois, no outro dia, o produto está ‘amanhecido’ (ou ‘adormecido’). O correto é comprar somente o que será consumido no dia”, orienta a presidenta da Adocon.

Para Reneuza, o cidadão gosta ir às padarias. “Por isso, é importante que ofereçam produtos de qualidade e com preços acessíveis. Caso contrário, o cidadão deixará de comprar. Afinal, do que é feito o pão? Água, trigo e sal (ou açúcar)”.