“Covid-19: agora mais do que nunca, protejam crianças e adolescentes do trabalho infantil” será o tema central das ações do Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, lembrado mundialmente no dia 12 de junho. A data foi instituída pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em 2002 e passou a ser difundida no Brasil, a partir da lei nº 11.542, de 2007.

O tema deste ano foi definido com base à realidade desencadeada pela pandemia do novo coronavírus, já que com a nova rotina, crianças e adolescentes passam mais tempo conectados a fim de estudar, como também interagir através das redes sociais, jogos e outras ferramentas de entretenimento, tornando-se mais vulneráveis a crimes virtuais, como também se responsabilizando por tarefas de casa que não condizem com sua idade cronológica, podendo aumentar os casos de trabalho infantil doméstico.

Em Tubarão, as ações estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) serão realizadas através do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos dos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) de Oficinas e Passagem, bem como por Organizações da Sociedade Civil (OSCs), que vão realizar um trabalho de mobilização, informação e conscientização, sobre a temática, por meio de vídeo da campanha para os grupos de trabalho e entrega de uma cartilha para o desenvolvimento das atividades trazendo o tema para a discussão familiar.

A psicóloga Fernanda Bez Batti de Sousa, coordenadora do Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil – AEPETI-FMDS, alerta para a importância da data: “O trabalho infantil deixa marcas na infância que, muitas vezes, tornam-se irreversíveis e perduram até a vida adulta. Traz graves consequências à saúde, à educação, ao lazer e à convivência familiar, por isso a campanha deste ano tem por objetivo alertar para o risco de crescimento do trabalho infantil motivado pelos impactos da pandemia do novo coronavírus”, ressalta.

A data – O dia 12 de junho, Dia Mundial contra o Trabalho Infantil, foi instituído pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) em 2002, data da apresentação do primeiro relatório global sobre o trabalho infantil na Conferência Anual do Trabalho. Desde então, a OIT convoca a sociedade, os trabalhadores, os empregadores e os governos do mundo todo a se mobilizarem contra o trabalho infantil. No Brasil, o 12 de junho foi instituído como o Dia Nacional de Combate ao Trabalho Infantil, pela Lei Nº 11.542/2007.