Um adolescente de 14 anos foi vítima de estupro por um padre em shopping no Guarujá, no litoral de São Paulo. O garoto contou que o religioso teria oferecido pagar um lanche, uma sessão de cinema e alguns brinquedos para um grupo de jovens. As informações são do G1.

De acordo com o relato do menino, a abordagem do padre aconteceu no sinal onde o adolescente vendia balas com amigos. Ao receber a oferta para ir ao shopping, o grupo aceitou e seguiu com o suspeito. “Quando ele pagou a sala de jogos, meu amigo falou que ele ia fazer isso [abusar sexualmente da vítima]”, disse ao portal.

Para se esconder do suspeito, a vítima e um colega correram para o banheiro. O acusado seguiu os dois e pediu para que o amigo do garoto saísse do local. O homem tirou a roupa do adolescente e encostou o órgão genital no menino. Os seguranças do shopping foram acionados e chamaram a polícia.

Após o episódio, a vítima disse estar com medo e vergonha de sair na rua.

Ao G1, a Secretaria de Segurança Pública informou que investiga o caso, que segue em segredo de Justiça porque as vítimas são menores de idade. O suspeito, segundo o órgão, foi indiciado por estupro e favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual de vulnerável.