Esta semana Dartagnan Costa Pacheco, 65 anos, da cidade de Imbituba e Janice Pedro, 50 anos, de Jaguaruna, cumpriram o ritual de tocar o “Sino da Esperança” no setor de oncologia do Hospital Nossa Senhora da Conceição, de Tubarão. Este ritual representa uma parte importante para os pacientes que fazem tratamento oncológico na unidade, significando que encerraram uma etapa na luta contra a doença.

Dartagnan enfrenta sua batalha contra um adenocarcinoma de reto desde 2020. “Tive o diagnóstico da doença em agosto do ano passado por meio de exames médicos, após sentir alguns sintomas e logo, em novembro, comecei a quimioterapia”, relata. Durante todo processo o paciente disse que sentiu muita ansiedade e medo, principalmente de enfrentar a doença, mas que o apoio que recebeu da família e da equipe da Unionco, que o atendeu ao longo das seções, foi essencial. “Nunca perdi as esperanças, pois foi ela me fez continuar lutando, mesmo em meio a todo medo”. Agora ele apenas faz os acompanhamentos necessários por um tempo para garantir sua saúde.

Já Janice vem desde o final do ano passado fazendo quimioterapia contra um câncer de mama e também encerrou esta etapa. Agora a paciente aguarda cirurgia, que já tem data marcada. O sino é um ritual que muitos pacientes aguardam ansiosamente, pois traz esperança e força para seguirem a caminhada, sendo que seu objetivo é o compartilhamento do momento de despedida do tratamento e o incentivo àqueles que ainda lutam contra a doença.

A prática de tocar o sino sugere beneficiar não somente quem passa pelo tratamento, mas as famílias dos pacientes e os profissionais da instituição a se engajarem nesse projeto. Também leva motivação para os pacientes que iniciarão o tratamento contra o câncer e desmistifica a associação da doença com o final de vida.

Entre em nosso canal do Telegram e receba informações diárias, inclusive aos finais de semana. Acesse o link e fique por dentro: https://t.me/portalnotisul