Orleans

A prefeitura de Orleans e o Instituto Leonardo Murialdo (ILM) finalmente chegaram a um acordo sobre o decreto de desapropriação de uma área de 34 hectares no município, pertencente ao ILM. Segundo o prefeito Jorge Koch (MDB), as duas partes definiram a situação: 5,1 hectares serão doados ao município, três hectares tornar-se-ão área de interesse público. O restante será utilizado pela Congregação para a construção de um loteamento, de cerca de 280 unidades.

Além dos três hectares de área pública, a empresa construtora do loteamento assumirá o compromisso de fazer o anel rodoviário de Orleans. “Interessou ao município porque ficamos com 8,1 hectares mais o anel rodoviário. É de interesse público essa área. Ficamos felizes, mandamos o acordo à Câmara, que vai apreciar o projeto de recebimento de doação na segunda-feira. Uma vez aprovado, assinaremos o contrato”, afirmou o prefeito.

“Houve todo aquele imbróglio, agora tivemos a fumaça branca, com acordo entre as duas partes de interesse para ambos”, continuou. Os 5,1 hectares serão destinados para a construção de um centro de eventos. “Era um sonho da cidade, ali na região onde já existe a cultura arraigada ao município. Após o recebimento dessas áreas, elaboraremos um projeto arquitetônico, para ter ideia do que vamos construir lá e captar recursos para a construção. Uma concha acústica, pavilhões pra trazer shows nacionais e pavilhões para indústria e comércio”, apontou.

Nos três hectares de área pública será construído o centro administrativo do município, com uma nova prefeitura e espaço para as secretarias. “Nossa atual prefeitura é pequena e temos diversas secretarias pagando aluguel”, explicou Jorge.