Zahyra Mattar
Tubarão

Oito dias após a homologação do resultado da licitação para construção da segunda e terceira etapas do Centro de Controle de Zoonoses de Tubarão, o prefeito Manoel Bertoncini entrega hoje, às 16 horas, a ordem de serviço para o início dos trabalhos.

Entre as dez participantes, a vencedora da concorrência pública foi a Madecril Madeiras e Construções, de Capivari de Baixo. O edital previa investimento máximo de R$ 323.882,75. A empresa venceu com uma proposta R$ 32.788,64 menor: R$ 291.094,11.

O projeto físico do Centro de Zoonoses existe desde março de 2009. Mas havia a necessidade de readequar a parte estrutural de onde o centro será edificado, anexo ao horto municipal, no bairro Monte Castelo.

A segunda etapa da obra prevê a construção de um novo canil, com 527,82 metros quadrados de área, um gatio com 30,93 metros quadrados e uma estrebaria com 45,60 metros quadrados.

A terceira fase refere-se à parte administrativa, onde haverá uma sala de procedimentos, recepção, consultórios, sala de cirurgia e de eutanásia, farmácia e sala de esterilização. Serão mais de 729 metros quadrados de área construída.

O orçamento do município possui R$ 250 mil assinalados para construir o restante da estrutura. O que falta para complementar o valor também sairá dos cofres públicos. A Madecril terá 90 dias para finalizar a obra, ou seja, até 10 de maio.

Compromisso assumido. Promessa cumprida
A implantação do Centro de Zoonoses obedece a um termo de ajustamento de conduta, firmado entre a prefeitura e o Ministério Público no ano passado. Apesar disso, a solução definitiva do problema gerado pelos animais de rua sempre foi prioridade do prefeito Manoel Bertoncini (PSDB).