Tatiana Dornelles
Tubarão

Quanto uma família brasileira gasta com alimentação, cuidados com a saúde, beleza e objetos para a casa ou pessoais? Para conhecer os hábitos de consumo dos brasileiros, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) iniciou esta semana a coleta de dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares em cerca de 85 municípios catarinenses.

Na primeira etapa, da região, apenas Imbituba está incluída e os trabalhos iniciarão na próxima semana. Tubarão, Capivari de Baixo, Jaguaruna, Imaruí e Laguna entrarão na segunda fase. “Nestas cidades, as pesquisas iniciam em julho. O IBGE quer, assim, conhecer os hábitos das famílias, como peso e medida de cada integrante (que serão pesados), como vivem, o consumo, o que gastam com alimentação, maquiagem, produtos de higiene, móveis e utensílios, por exemplo. Todos os gastos entram nos dados recolhidos”, explica a coordenadora do IBGE em Tubarão, Mariângela Ribeiro Brelinger.

Segundo ela, a pesquisa é realizada por amostras. Assim é escolhido um setor da cidade (uma ou duas áreas) e trabalhado no local. “Uma caderneta é deixada na casa para que a família anote tudo o que gastou. Depois, o entrevistador volta à residência para colher a caderneta. Esperamos que a população atenda bem os entrevistadores, que estarão identificados com colete e crachá”.

A última Pesquisa de Orçamentos Familiares ocorreu em 2002 e 2003. Esta nova edição levantará as mudanças no padrão de consumo familiar durante os últimos cinco anos e, pela primeira vez, serão questionados o consumo individual de alimentos fora e dentro da residência, compra de produtos orgânicos, light e diet, uso de serviços ligados ao desenvolvimento sustentável.

A previsão de término da coleta de dados e do resultado é 2009. “Pedimos que as pessoas respondam com honestidade, para que a pesquisa retrate a realidade da família brasileira”, acrescenta. A identidade de cada pessoa entrevistada será preservada. Serão visitados no país 65 mil domicílios durante 12 meses. No estado, serão 675 casas somente no primeiro trimestre.